Últimas >>
Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

STJ poderá definir o futuro de Rodrigo Rollemberg nos próximos dias

O Superior Tribunal de Justiça poderá de forma indireta, decidir nos próximos dias o futuro do Governo do Distrito Federal e o futuro político de Rodrigo Rollemberg

Por Edson Sombra, d’Na Varanda – A deputada distrital e presidente afastada Celina Leão Hizim Ferreira pediu ao Superior Tribunal de Justiça, para retornar ao comando da Câmara Legislativa do Distrito Federal, posto do qual foi afastada em meio as suspeitas levantadas pela Operação Drácon. O pedido está nas mãos do ministro Antônio Saldanha Palheiro, da Sexta Turma do STJ e deve ser decidido ainda na primeira quinzena de novembro.

Se o ministro autorizar o retorno da presidente afastada Celina Leão à presidência da Câmara Legislativa, uma das primeiras medidas da parlamentar deve ser aceitar o processamento dos pedidos de impeachment do governador Rodrigo Rollemberg. Não é segredo para ninguém que a parlamentar propala aos quatro cantos do DF que a operação Drácon foi urdida no Palácio do Buriti.

Ao determinar o prosseguimento dos pedidos de impeachment do atual governador, acreditam os conselheiros da presidente afastada Celina Leão, a parlamentar poderá angariar prestígio junto à população e dos servidores públicos do DF, insatisfeitos com a atual gestão do governador. Com tal demonstração de força de Celina Leão, talvez haja tempo até mesmo para colocar em prática o projeto de reeleição da Mesa Diretora. Coisa que nenhum outro presidente da casa conseguiu.

Os interlocutores mais próximos da presidente afastada acreditam que ela pode se tornar uma espécie de “Eduardo Cunha de saias”, que, ao fulminar o chefe do Executivo, se torne uma espécie de “malvado favorito” da população. Lembram os mais próximos da parlamentar, que mesmo acusado de gravíssimos casos de corrupção, por causa da aceitação do pedido de impeachment de Dilma Rousseff, Eduardo Cunha era ovacionado por grande maioria da população.

Assim, o ministro Antônio Saldanha Palheiro, caso se defina pela volta de Celina Leão à presidência da CLDF, ainda que por poucos dias, pode estar colocando fim ao governo de Rodrigo Rollemberg, porque aceito o pedido de cassação, a pressão popular sobre os deputados será enorme e culminará com o precoce fim do governo.

De certo modo, o julgamento do Habeas Corpus 376763 representa um embate entre a presidente afastada Celina Leão e o governador Rodrigo Rollemberg. Mas se o STJ não devolver a presidência do legislativo a Celina, a ela ainda restará um suspiro de esperança, tentará que o STF o faça.

Nessa briga apenas um sairá vivo politicamente. Quem será?

Nenhum comentário:

Postar um comentário



imagem-logo