Últimas >>
Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

segunda-feira, 25 de maio de 2020

Renda Emergencial e Prato Cheio: 11,5 mil confirmam ter direito

Foto: Sedes/Divulgação
BRB começa a pagar os benefícios nesta segunda-feira (25), obedecendo à ordem alfabética e ao agendamento pré-definido por meio de um dos canais da internet e central telefônica. 
Agencia Brasília

Mais de 11,5 mil pessoas confirmaram direito de acesso ao Renda Emergencial e ao Prato Cheio, programas sociais do GDF, por meio de um dos canais do BRB (site e central telefônica).

Entre as 8h da segunda-feira (18) e as 23h59 de domingo (24), o BRB contabilizou mais de 2 milhões de acessos nos dois canais, sendo que o site Renda Emergencial registrou 2,11 milhões de consultas e a central (3029-8499) recebeu 194.393 mil ligações.

Os dados mostram que dos 11.530 usuários que confirmaram direito de acesso aos programas, 5.878 são do Prato Cheio. Outros 5.652 são beneficiários do Renda Emergencial.

Os pagamentos dos benefícios têm início nesta segunda (25) e seguem até sexta (29), obedecendo à divisão por ordem alfabética (veja abaixo) e ao agendamento pré-definido por meio de um dos canais do BRB. 

Dúvidas em relação aos locais de retirada dos cartões podem ser esclarecidas no próprio site, por meio da central telefônica (3029-8499) ou por meio de SMS enviado pelo BRB ao número de celular fornecido no momento do cadastro.

Para facilitar o atendimento ao público, as 57 agências do BRB que farão a entrega dos cartões pré-pagos do Renda Emergencial e do Prato Cheio vão abrir mais cedo. A partir das 8h. O atendimento segue até as 16h durante toda a semana.

Além das 57 agências do BRB, outros três postos do BRB Mobilidade (Galeria dos Estados, Rodoviária e 108 Sul) estarão envolvidos na entrega dos cartões pré-pagos de ambos os programas. 

Entrega dos cartões 


Beneficiários dos programas Renda Emergencial e Prato Cheio com iniciais dos nomes de letras A, B e C poderão retirar o cartão pré-pago nesta segunda-feira (25).

Já os beneficiários com nomes iniciados pelas letras D, E, F, G e H terão os recursos disponíveis na terça (26).

Quarta (27) é a vez dos usuários com as letras I, J, K e L.

Beneficiários com nomes iniciais em M, N e O recebem na quinta (28).

Sexta (29) é a vez dos que têm nome iniciado com P, Q, R, S, T, U, V, W, X, Y e Z.

* Com informações do BRB

Confira horários de funcionamento de comércio, serviços e indústrias no DF

Decreto do governador Ibaneis revisa autorizações. Regras devem ser respeitadas para garantir a segurança sanitária de clientes e funcionários.
Por Jéssica Antunes

O GDF atualizou as listas de estabelecimentos comerciais, de indústrias e serviços autorizados a abrir as portas na capital. Publicado no domingo (24) em edição extra do Diário Oficial do Distrito Federal (DODF), o Decreto nº 40.823 revisa horários de funcionamento conforme a característica de cada atividade. Todos devem respeitar regras para garantir a segurança sanitária de clientes e funcionários.

Estabelecimentos que já haviam sido autorizados devem abrir no horário determinado pela licença de funcionamento de cada um – ou seja, no período em que sempre funcionaram. Até então, não havia hora específica para abertura e fechamento. Isso inclui locais que vendem alimentos, medicamentos e combustíveis, além de clínicas e unidades de setores da indústria (veja lista completa abaixo).

Das 9h às 17h, poderão funcionar serviços em geral, além de atividades gráficas, financeiras e de seguros, de consultoria e gestão empresarial, de publicidade e comunicação, bem como aquelas que mantêm ações administrativas e serviços complementares. O horário ainda compreende a possibilidade de funcionamento de agências de viagens, operadores turísticos e bancas de jornais e revistas.

O comércio varejista em geral deve abrir das 11h às 19h. Nesse grupo estão incluídas floriculturas, lojas de calçados, roupas, artigos esportivos e extintores, além de serviços de corte e costura e o comércio de combustíveis e lubrificantes fora de postos. A regra para shoppings e centros comerciais não tem alteração: podem funcionar a partir do dia 27 (quarta-feira), das 13h às 21h.

A Secretaria de Proteção da Ordem Urbanística (DF Legal) ficará responsável por fiscalizar e monitorar o cumprimento das medidas e protocolos de segurança sanitários. As sanções incluem multa, interdição e até suspensão do alvará de funcionamento enquanto durar o estado de calamidade pública provocado pela Covid-19.
Horário de sempre

Confira, abaixo, quais estabelecimentos estão liberados para funcionar em qualquer horário, contanto que respeitada a licença de funcionamento.
  • Alimentícios: supermercados; hortifrutigranjeiros; minimercados; mercearias; açougues; peixarias; padarias e lojas de panificados; comércio especializado em produtos naturais, suplementos e fórmulas alimentares; comércio atacadista.
  • Combustíveis: postos de combustíveis e suas lojas de conveniência.
  • Saúde: comércio de produtos farmacêuticos; clínicas e consultórios médicos, odontológicos, laboratórios e farmacêuticas (fonoaudiólogos); clínicas veterinárias; petshops e lojas de medicamentos veterinários ou produtos saneantes domissanitários; funerárias e serviços relacionados; empresas do segmento de controle de vetores e pragas urbanas.
  • Construção: lojas de materiais de construção e produtos para casa, incluídos os home centers; comércio da construção civil, ferragens, madeireiras, serralheiras, pinturas e afins.
  • Serviços bancários: lotéricas e correspondentes bancários; agências bancárias e cooperativas de crédito.
  • Comércio: toda a cadeia do segmento de veículos automotores; lavanderias, tinturarias e toalheiros; óticas; armarinhos e lojas de tecido; setores moveleiro e eletroeletrônico.
  • Escritórios e indústria: Sistema S; atividades imobiliárias, jurídicas, de contabilidade, de auditoria, de arquitetura e engenharia; indústrias extrativas e da transformação; empresas de tecnologia, exceto lojas de equipamentos e suprimentos de informática.

Governo do DF já fez o teste rápido de coronavírus em mais de 100 mil brasilienses

Em um mês de testagem em massa, 1.695 exames detectaram contágio pelo coronavírus.

A Secretaria de Saúde (SES) já testou 100.946 brasilienses para Covid-19, por meio de postos drive-thru. A testagem em massa na população do Distrito Federal começou em 21 de abril e já confirmou o novo coronavírus em 1.695 cidadãos. Na sexta-feira (22), foram realizados mais 5.585 exames que detectaram a doença em 176 pessoas.

A unidade que mais apresentou registros de confirmação de Covid-19, por meio do teste rápido, foi o posto montado no Iesb, em Ceilândia, com 298 casos. Em seguida, vêm a unidade situada no ParkShopping, com 229 casos, e a do Gama, com 205 resultados positivos. Os testes são seguros e aprovados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O cadastro para o exame deve ser feito no site testa.df.gov.br. O cidadão precisa preencher o formulário e, em seguida, escolher o ponto em que fará a testagem. A visualização das vagas é disponibilizada até dois dias seguintes à data de marcação.

Drive-thru

O sistema de drive-thru é exclusivo para pessoas sintomáticas ou que tenham histórico de contato com algum caso confirmado e residam com idosos nas regiões administrativas abrangidas pelo local onde o posto está montado.

A realização do exame, que detecta a presença de anticorpos gerados pelo organismo para enfrentar o vírus, não descarta a necessidade de procurar uma Unidade Básica de Saúde (UBS) na ocorrência de sintomas. Eles costumam ser detectáveis com maior segurança a partir do sétimo dia da exposição.

Testagem itinerante

Até sexta-feira (22), 6.659 moradores das regiões mais vulneráveis do Distrito Federal passaram pela testagem Itinerante, com 253 testes positivos para o novo coronavírus. O objetivo da ação é detectar a Covid-19 nas áreas mais remotas do DF, em pessoas sintomáticas ou que tenham histórico de contato com algum caso confirmado.

Durante os três primeiros dias da iniciativa, os testes rápidos foram realizados nas regiões do Itapoã, São Sebastião, Fercal, Sol Nascente/Pôr do Sol, Vila São José (Vicente Pires), Morro do Macaco (Samambaia), Engenho das Lages (Gama), Porto Rico (Santa Maria), Vila Cauhy (Núcleo Bandeirante), Vila Telebrasília e Cobra Coral (Região de Saúde Central). A Vila Cauhy apresentou a maior quantidade de testes positivos até o momento, com 54 registros, seguida do Morro do Macaco, com 24 casos, e Sol Nascente/Pôr do Sol, com 17 ocorrências.

As ações começaram na quarta-feira (20), tendo como meta expandir a aplicação dos testes rápidos para os locais que não foram alcançados pelos postos de drive-thru. A iniciativa prevê ainda a distribuição de máscaras de tecido e kits de higiene e saúde bucal à população, além de reforçar as orientações quanto às medidas de prevenção.

A expectativa é atender 27 locais do DF até 6 de junho. Os atendimentos são feitos de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Diferentemente dos pontos de drive-thru, a população desses locais não precisa fazer o agendamento. Contudo, a equipe de saúde pode realizar na hora o cadastro do cidadão, caso ainda não tenha. O resultado do teste é entregue em até 20 minutos.

Confira, abaixo, os números de sexta-feira (22) e o acumulado das últimas semanas por região administrativa (RA).
 Posto de Testagem Testes 21/5 Positivos 21/5 Até agora Positivos até agora
Plano Piloto – Parque da Cidade5717 19.881 115
Sudoeste/
Octogonal – Terraço Shopping
5335 2.428 13
Paranoá – estacionamento do Estádio JK47537 4.167 199
Guará – ParkShopping80016 11.694 229
Guará – Administração Regional546132.274 42
Taguatinga – JK Shopping50211 6.324 176
Brazlândia – Administração Regional5057 2.373 27
Ceilândia – Iesb59434 8.576298
Gama – Bezerrão476255.497205
Samambaia – Administração Regional58321 4.858 110
Águas ClarasDesativadoDesativado 17.650 130
PlanaltinaDesativadoDesativado 3.162 73
Lago SulDesativadoDesativado 4.165 41
SobradinhoDesativadoDesativado 3.202 24
Lago NorteDesativadoDesativado 4.695 13
Total5.585176100.9461.695

Brasília está entre os destinos mais procurados para 2021

Pesquisa com agentes de turismo projeta retomada a partir de setembro deste ano.

A recuperação do turismo após a pandemia da Covid-19 vem sendo debatida por especialistas do mundo todo. A capital federal é considerada um dos destinos mais promissores para o ano de 2021 – que deverá ter o turismo doméstico como principal força na retomada, segundo a avaliação de especialistas do setor. A razão: a população brasileira deve optar por viagens nacionais neste primeiro momento.

Foto: Renato Araújo/Agência Brasília

“Todas as análises feitas até o momento apontam para uma retomada do turismo interno. Brasília está agora, mais do que nunca, voltada para acelerar a retomada do comércio, dos pontos turísticos dentro da cidade e os mais próximos”, avalia a secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça. “Brasília está pronta para receber os brasileiros do país inteiro com segurança – pois todas as medidas necessárias estão sendo implementadas.”

Uma pesquisa recente feita com 400 agentes de viagens de todo o país pelo portal Mercado e Eventos, em parceria com a consultoria Cap Amazon, indica que a procura por viagens deve se dar a partir de setembro deste ano. 

Do total de agentes entrevistados, 54,1% acreditam que as viagens voltem a ocorrer no mês de setembro e 16,9%, esperam a retomada a partir de 2021. Em seguida, 13,4% esperam a volta para dezembro e 11,4% já para o mês de julho. Outros 5,2% indicam o retorno em junho.

De acordo com a análise do cenário para a retomada do turismo, destacaram-se os segmentos de lazer, corporativo, família e amigos – e se sobressaíram aspectos como saúde, segurança e sustentabilidade. 

A cofundadora do portal voo.com.br, Bárbara Resende, elencou Brasília entre sete destinos que têm grande potencial para se destacar nas viagens em 2021. Segundo ela, as tendências apontadas na pesquisa abarcam muitas das características da cidade. “Brasília atende muito bem o lazer, a cultura, com atrações musicais, a questão corporativa. É referência em saúde e segurança, além da sustentabilidade, com muitas áreas preservadas”, avalia. Foto: Agência Brasília/Arquivo

A especialista também considerou estudos e pesquisas que colocam a capital federal entre as mais buscadas em sites de viagens, como a do portal Kayak. Também cita os dados do Observatório do Turismo, da Setur-DF, que em 2018 concluiu que 95% dos turistas que visitaram a capital federal apontavam interesse em voltar à cidade. 

“Isso é muito positivo. A associação que eu faço é como se Brasília fosse uma empresa e o turista um cliente. Então essa taxa de intenção é muito alta. Conhecer a Praça dos Três Poderes, toda a arquitetura, ainda mais nesse momento em que o cenário político de destaca, isso desperta o interesse de todos os brasileiros”, ressalta Bárbara Resende.

* Com informações da Secretaria de Turismo (Setur)

quinta-feira, 21 de maio de 2020

Coronavírus: Distrito Federal é o 2º em ranking nacional de transparência

Portal divulga os casos diariamente e põe à disposição da população dados como contratos firmados nesse período e testagens realizadas.

O Ranking elaborado pela Transparência Internacional e divulgado hoje (21), classificou o Distrito Federal em 2º lugar como um dos mais transparentes nos gastos com o enfrentamento à pandemia. O Portal Covid-19 do Distrito Federal foi um dos mais bem avaliados, frente a todos os demais estados.

“Essa é uma vitória de toda a população e do Governo do Distrito Federal, que demonstra mais uma vez seu compromisso com a transparência e o controle social, mesmo em tempos de emergência como o que temos vivido”, destaca o controlador-geral do DF, Paulo Martins.

A Controladoria-Geral do DF tem coordenado o Portal Covid-19 sem a necessidade de gastos extras e em parceria com outras Secretarias do DF.

O Portal Covid-19 foi criado para centralizar as principais informações sobre o enfrentamento à Covid-19 no DF. 

Além de divulgar os casos diariamente, também disponibiliza dados como contratos firmados nesse período, testagens realizadas, informações sobre abertura do comércio e notícias atualizadas durante todo o dia.



imagem-logo