Últimas >>
Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

sábado, 13 de agosto de 2016

Com apoio da torcida brasileira no Mané Garrincha, Suécia avança às semifinais do futebol feminino

Equipe europeia bateu os Estados Unidos nos pênaltis em uma emocionante partida. Não ocorreram contratempos na segurança e no trânsito no perímetro do estádio.

A seleção sueca de futebol feminino se sentiu em casa ao pisar no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha na tarde desta sexta-feira (12). Fora os poucos americanos, a maioria dos 13.892 torcedores que compareceu à arena apoiou o time do país europeu. Após uma partida emocionante, a vencedora decidiu nos pênaltis e bateu o poderoso time dos Estados Unidos, detentor de quatro dos cinco títulos em olimpíadas. No nono e penúltimo jogo em Brasília daOlimpíada 2016, mais uma vez o clima foi tranquilo fora do campo. As Polícias Civil e Militar não registraram ocorrências de gravidade. Assim como o Corpo de Bombeiros, que computou somente atendimentos sem relevância. Os portões de acesso funcionaram bem e deram boa vazão ao público, evitando filas.A meio-campo Lisa Dahlkvist comemora a vitória das suecas sobre as estadunidenses. Foto: Andre Borges/Agência Brasília

No tempo regulamentar, as suecas abriram o marcador com a camisa 11 Stina Blackstenius. As americanas empataram com Alex Morgan. Após 30 minutos de prorrogação, a vaga acabou decidida nos pênaltis. As estadunidenses desperdiçaram duas cobranças. Coube a Lisa Dahlkvist marcar o último e consagrador tento que fez a equipe avançar para as semifinais. A seleção brasileira, se passar pela Austrália, na noite desta sexta-feira (12), será a próxima adversária da Suécia.

A goleira sueca Hedvig Lindahl ressaltou o apoio dos brasileiros no Mané Garrincha como elemento motivacional, importante para a vitória. Com palmas, ela pedia o apoio da arquibancada e era prontamente atendida. “Tivemos uma boa conexão com o público, o que nos ajudou muito”, destacou a arqueira.

Morando em Brasília há três anos, a sueca Pernilla Lazo não se intimidou com o favoritismo das estadunidenses. “Acho que as suecas são as favoritas”, brincou, referindo-se ao apoio maciço dos brasileiros. Pernilla tem 50 anos, trabalha na embaixada do país e pretende morar na capital brasileira por mais alguns anos. Ela estava acompanhada de um grupo de 20 pessoas.

Na cidade apenas para ver o jogo, Dan Shamai, de 53 anos, do Texas, nos Estados Unidos, elogiou a estrutura do Mané Garrincha e aproveitou o jogo olímpico para presentear a filha Sarah Shamai, de 16 anos, admiradora de futebol. “Ela joga bola na escola e é uma grande fã do esporte.”
Esquema de trânsito funciona bem

O esquema de trânsito montado na região central funcionou bem antes, durante e depois da partida. A Via N1, entre o trecho da Rodoviária até o Tribunal de Contas do DF, foi fechada às 9 horas e reaberta às 16h40. Já as duas faixas da Via S1, também no Eixo Monumental (sentido Esplanada) foram bloqueadas às 9 horas e reabertas às 17 horas. No perímetro do estádio, as forças de segurança não precisaram fazer intervenções.

Nesta sexta-feira, agentes do Departamento de Trânsito do DF (Detran-DF) autuaram 88 condutores e apreenderam quatro veículos na região central de Brasília. Entre as infrações até as 15 horas de hoje estão a falta do uso do cinto de segurança (24), o retorno em local proibido (24), o uso de celular ao volante (17) e o estacionamento irregular (7). Segundo informações da Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social sobre a Operação Olimpíadas, não houve acidentes na região próximo ao estádio.

A Polícia Militar registrou uma ocorrência de briga entre torcedores dentro do Mané Garrincha. Os envolvidos foram encaminhados para a delegacia da arena e liberados em seguida. O Corpo de Bombeiros fez quatro atendimentos durante a partida de hoje, todos sem gravidade.

No sábado (13), as seleções masculinas de futebol de Portugal e da Alemanha se enfrentam no Mané Garrincha, a partir das 13 horas. Os portões serão abertos às 11 horas. A expectativa da Secretaria da Segurança Pública é que 65 mil pessoas assistam ao jogo amanhã.


EDIÇÃO: PAULA OLIVEIRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário



imagem-logo