Últimas >>
Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

domingo, 3 de maio de 2020

Com a chegada do Coronavírus, o ‘Red Light District’ de Amsterdam fecha suas portas

Bairro da Luz Vermelha de Amsterdam

Esse peculiar e turístico bairro é conhecido mundialmente como Bairro Vermelho (Red Light District) de Amsterdam.

Visitar Amsterdam e entrar no Bairro Vermelho é inevitável. Além de ser uma das zonas mais turísticas da cidade, contém algumas das visitas mais importantes, como a igreja Oude Kerk ou o Museu Amstelkring.

O Bairro Vermelho está situado na parte antiga de Amsterdam e é o mais visitado pelos turistas que, curiosos, se aproximam atraídos pelo prazer do proibido.

Após a chegada da pandemia do novo coronavírus na cidade, o distrito da Luz Vermelha de Amsterdam está completamente extinto, as profissionais do sexo estão em casa e, estranhamente, o conselho da cidade debaterá o futuro da prostituição de janela na cidade após o feriado de maio. 

O prefeito de Amsterdam, Femke Halsema, não apenas quer reduzir a multidão, mas também combater o tráfico de pessoas e melhorar a posição das mulheres vulneráveis. Ele faz isso com base em quatro cenários, que apresentou ao conselho: mais janelas no distrito da luz vermelha, menos janelas, todas as janelas fechadas ou as cortinas fechadas. Um primeiro passo já foi dado. O município realizará pesquisas em um hotel de prostituição fora do Distrito da Luz Vermelha, para reduzir a pressão no centro da cidade.

Esse debate foi urgente há cerca de três meses, mas agora é um som de um passado distante. Os turistas desapareceram das ruas e o trabalho sexual parou devido o coronavírus. Muitos profissionais do sexo voltaram para a Europa Oriental. Os que ficaram para trás podem reivindicar o apoio do governo a empreendedores independentes, mas isso expirará em breve.

Halsema já havia dito ao conselho que queria ver como o Distrito da Luz Vermelha sairia da crise do coronavírus antes de estar pronta para o próximo passo. O conselho não quer esperar tanto tempo. O GroenLinks colocou novamente o futuro do Distrito da Luz Vermelha na agenda, para discutir como esse debate deve continuar após a pandemia da Covid-19.

O conselho da cidade deve ampliar o debate para incluir todo o centro da cidade. O silêncio na rua, não apenas no distrito da luz vermelha, mas também nas áreas ao redor, deixa claro que o centro de Amsterdam depende muito do turismo e dos visitantes diários.

Atualmente, existe um consenso em Stopera de que esta crise oferecerá uma oportunidade de tornar o centro da cidade mais atraente para os moradores de Amsterdam. Muitas empresas de turismo cairão devido à crise. Seria bom que as coisas voltassem mais para os moradores locais.

A economia deve ser mais diversificada; nesse sentido, a chegada da empresa de tecnologia financeira Adyen em Rokin é um bom desenvolvimento. Essa empresa continua a operar nesses tempos e os funcionários desejam comer um sanduíche na área ou fazer compras rápidas.

Os empreendedores de Amsterdam podem querer investir em sua cidade. Assim como no século XIX, quando famílias abastadas investiram seu dinheiro no Vondelpark, Artis e nas casas dos trabalhadores em Jordan. Os empresários da Adyen, favorita no mercado de ações, logo estarão chegando.

Agenda Capital

Nenhum comentário:

Postar um comentário



imagem-logo