Últimas >>
Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

sexta-feira, 1 de novembro de 2019

Estudantes de Taguatinga participam de intercâmbio com a Embaixada do Panamá

Foi a 68° visita do Programa Embaixadas de Portas Abertas e o Panamá foi a 63° representação diplomática participante.
Agencia Brasilia *

Participantes já haviam estudado sobre o Panamá em sala de aula, mas foi no encontro que o conteúdo pôde ser traduzido em realidade e vivência cultural | Foto: Brenda Hada / Secretaria de Relações Internacionais

A aula dos estudantes e professores do Centro de Ensino Fundamental 03 de Taguatinga, nesta quinta-feira (31), aconteceu na Embaixada do Panamá. A visita foi promovida pelo Programa Embaixadas de Portas Abertas (Pepa), coordenado pela Secretaria de Relações Internacionais com apoio da Secretaria de Educação e da Sociedade de Transportes Coletivos de Brasília.

A iniciativa teve o objetivo de apresentar a cultura e história panamenha aos jovens brasilienses, enquanto possibilitou que o corpo diplomático residente estreitasse os laços com a comunidade local.

Os participantes já haviam estudado sobre o Panamá em sala de aula, mas foi no encontro desta manhã que o conteúdo pôde ser traduzido em realidade e vivência cultural. Eles assistiram às apresentações de danças folclóricas, experimentaram a culinária típica, ganharam bandeirinhas e ainda celebraram com um bolo a data da Independência do Panamá, ocorrida em 03 de novembro de 1903.

Em clima de descontração, todos puderam interagir tirando suas dúvidas sobre a nação e participando de um questionário com premiações. Chamou a atenção, por exemplo, a explicação sobre a origem de “Panamá”, palavra originária da língua indígena nacional que significa “abundância de peixes, árvores e borboletas”.

Símbolos

O ponto alto do encontro foi marcado pela plantação de quatro árvores nos jardins da Embaixada do Panamá, sendo três ipês (branco, amarelo e rosa) e um flamboyant, o que simbolizou a importância do cuidado coletivo com o Distrito Federal.

Representando a escola, a aluna Eliada Rebeka Araújo de Souza proferiu palavras em espanhol para agradecer o encontro, além de citar as qualidades que percebeu sobre o Panamá como país economicamente estratégico.

A chefe de missão e encarregada de Negócios da Embaixada do Panamá, Nadiuzka Ramos Troetsch – ocupante do cargo mais elevado da missão diplomática –, pôde conduzir as principais etapas das atividades. Também estiveram presentes ao evento, bem como reafirmaram o compromisso com a manutenção do Programa Embaixadas de Portas Abertas, a secretária-adjunta de Relações Internacionais, Renata Ceze Caram Zuquim, e o diretor de Programas e Projetos Educacionais, Radson Lima Vila Verde.

Essa foi a 68° visita do programa e o Panamá foi a 63° representação diplomática participante. O próximo encontro do Pepa com participação das duas instituições acontece em novembro, por meio da visita da embaixada à CEF 3 para conclusão dos trabalhos realizados.

Relação Brasil-Panamá

As relações entre o Brasil e o Panamá são tradicionalmente amistosas. A importância adquirida pelo país como economia dinâmica e base logística de comércio e serviços fundamenta o empenho do Brasil na ampliação dos laços bilaterais.

Em 2018, o comércio entre Brasil e Panamá totalizou US$ 1,94 bilhão.

* Com informações da Secretaria de Relações Internacionais

Nenhum comentário:

Postar um comentário



imagem-logo