Últimas >>
Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

quinta-feira, 2 de maio de 2019

Cartão material escolar: pais terão 45 dias para utilizar benefício nas papelarias credenciadas do DF

Segundo secretaria, cartões já foram entregues nas escolas e famílias podem começar a comprar itens nesta quinta-feira.
Por G1 DF e TV Globo

Cartão usado para o repasse do benefício próximo a cadernos e outros materiais escolares — Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília

Os 64 mil estudantes da rede pública do Distrito Federal que têm direito ao cartão material escolar já podem buscar os cartões nas unidades de ensino e utilizar o benefício em até 45 dias (corridos) nas papelarias credenciadas pelo governo do DF. Mas, antes, é preciso antes fazer o desbloqueio do cartão por telefone (veja abaixo).

O secretário de Educação, Rafael Parente, disse em entrevista à TV Globo nesta quarta-feira (1º), que os pais já podem buscar o cartão na escola do filho mais novo – no caso de famílias com mais de um aluno matriculado – e afirmou que as compras poderão ser feitas a partir desta quinta-feira (2).

“É um cartão por família, não por aluno. Se a família tem três alunos frequentando as escolas públicas do DF, a família precisa ir para a escola do aluno mais novo, retirar esse cartão e fazer um desbloqueio”. Parente explicou ainda que cada cartão vem com uma carta com instruções para que as famílias utilizem o recurso.

O crédito deverá ser utilizado exclusivamente para comprar materiais que estão em lista distribuída nas instituições de ensino que inclui mochilas, cadernos, dicionários e agendas. A lista dos alunos do ensino fundamental tem 24 itens e do ensino médio tem 20 produtos.

Pais já podem comprar materiais com o cartão a partir desta quinta (2) — Foto: Toninho Tavares/Agência Brasília

Parente pede que os pais observem a lista dos materiais que podem ser comprados. “É muito importante que essa lista seja respeitada, porque os diretores estarão de olho no material, na utilização e sabem quais famílias são beneficiárias do cartão, que são os beneficiários do bolsa família”.

Segundo o secretário, a rede credenciada será atualizada diariamente no site da Secretaria de Desenvolvimento Econômico que deve divulgar nomes e endereços das papelarias nesta quinta-feira. Cerca de 200 estabelecimentos estão na lista.

Para saber se você tem direito ao cartão, basta ligar para 156, opção 2, e fornecer o CPF do responsável pelo estudante ou pelo site.

O investimento total do governo com a iniciativa é de R$ 19,9 milhões para atender 64.652 estudantes, conforme o cadastro do Bolsa Família no DF do mês de janeiro. Serão repassados R$ 320 para 55.882 estudantes do ensino fundamental e R$ 240 para 8.770 matriculados no ensino médio.

Ibaneis Rocha entrega cartões materiais escolares — Foto: Fotos: Paulo H. Carvalho / Agência Brasília

Nesta terça-feira (30), o governador Ibaneis Rocha realizou uma entrega ‘simbólica’ no Centro de Ensino Fundamental 213 de Santa Maria. A entrega acontece quase três meses após o início das aulas letivas.

Onde buscar

Na escola em que o aluno está matriculado. Famílias com mais de um estudante na rede pública recebe apenas um cartão com os valores referentes a todos os estudantes da família e que será entregue na unidade de ensino do estudante mais novo.

Desbloqueio do cartão

O desbloqueio deve ser feito pelo telefone 3029-8440. Cada cartão deve vir com uma ‘carta-berço’, do BRB, que explica o passo a passo e como o cartão deve ser utilizado. Após o desbloqueio, as compras poderão ser feitas somente nas papelarias credenciadas.

As famílias terão 45 dias corridos para utilizar o benefício.

Lei garantiu benefício

O Cartão Material Escolar foi criado durante a gestão Agnelo Queiroz (PT) e foi incorporado à verba repassada às escolas, destinada a reformas e pequenas compras, no primeiro ano do ex-governador Rodrigo Rollemberg (PSB).

No entanto, o auxílio financeiro voltou em 2016, mas, já em 2017, foi suspenso pelo Tribunal de Justiça. Na época, o juiz entendeu que a medida traria despesas adicionais ao governo.

Em 12 de fevereiro deste ano, a Câmara Legislativa aprovou o projetoque trouxe de volta o benefício para estudantes de baixa renda do DF.

Nenhum comentário:

Postar um comentário



imagem-logo