Últimas >>
Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

sábado, 2 de março de 2019

GDF levará internet gratuita aos brasilienses

Parceria com a iniciativa privada prevê a instalação de 110 pontos de conexão na capital
Por Ian Ferraz

O Governo do Distrito Federal levará internet gratuita à população por meio do programa Wi-Fi Social. A Secretaria de Ciência e Tecnologia é a responsável pelo projeto, que terá 110 pontos de conexão na capital. O serviço não terá custos para a administração pública e a previsão é de que comece a funcionar dentro de 40 dias.

Áreas de grande fluxo de pessoas como a Rodoviária do Plano Piloto, estações de metrô, parques, feiras e hospitais serão contemplados. Os pontos foram escolhidos inclusive a partir de sugestões das administrações regionais com base no fluxo de cidadãos que transitam nas cidades.

“Vamos democratizar o acesso à internet. Brasília será a primeira cidade inteligente do Brasil e da América latina. Isso é o que vamos fazer. É uma determinação do governador Ibaneis Rocha. Ele quer que sejamos uma cidade tecnológica”, afirma Gilvan Máximo, secretário de Ciência e Tecnologia.

A velocidade mínima da conexão será de 512 kbps por usuário. Uma das regras estabelecidas pelo GDF é que o sinal cubra, no mínimo, 50% das áreas de parques e centros educacionais. Para outras localidades a cobertura será de 70%.

Custo zero

O Wi-Fi Social não terá custos para o governo. As empresas credenciadas serão responsáveis pela conexão e manutenção dos pontos. Em troca, vão poder exibir publicidade aos usuários no navegador e também nas placas e postes de identificação do programa.

As prestadoras de serviço deverão garantir o direito à privacidade, à neutralidade da rede e à proteção de dados pessoais. Para fazer uso do serviço os usuários deverão fazer um cadastro com nome, e-mail, número de celular e CPF ou com o login de plataformas de redes sociais.

A qualidade do serviço será monitorada de perto pelo governo a partir da avaliação os usuários. As empresas com feedback negativo serão descredenciadas. (Com Informações da Agência Brasília)

Nenhum comentário:

Postar um comentário



imagem-logo