Últimas >>
Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Governo doa 2 mil telhas a famílias desabrigadas em Samambaia


Rodrigo Rollemberg participou de mutirão para ajudar moradores da região administrativa.

Para ajudar as famílias que tiveram casas danificadas pelo temporal na madrugada de quinta-feira (20) em Samambaia, o governo de Brasília articulou doações à população vulnerável.Rodrigo Rollemberg participou de mutirão para ajudar moradores da região administrativa. 

Até este sábado (22), foram entregues 2 mil telhas para a reconstrução das moradias, e 87 famílias tiveramatendimento. A Subsecretaria de Proteção e Defesa Civil calcula que 1 mil residências foram atingidas por chuvas e ventos fortes.

Parte do material era de estoque do governo, mas a população tem recebido doações de entidades como a Cruz Vermelha, que contribuiu com 5 mil telhas, e também da iniciativa privada. Na manhã deste sábado (22), dois empresários doaram mais de 7 toneladas de cimento para ajudar a recuperar as edificações. Além das casas, 22 escolas sofreram algum dano causado pela tempestade. Delas, nove tiveram estruturas abaladas.

2 miltelhas doadas pelo governo às famílias atingidas pela chuva em Samambaia

Os materiais arrecadados também são usados para reestruturar as instituições de ensino. A expectativa – caso não haja novos agravamentos com chuvas – é que as aulas retornem na segunda-feira (24), exceto na Escola Classe 425 e no Caic Ayrton Senna, que ainda não há previsão de reabertura.

O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, tem apostado na integração das forças para reorganizar o trabalho em Samambaia. “Nós vamos junto com a Defesa Civil, junto com a Secretaria das Cidades, junto com aNovacap [Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil] e com diversos órgãos do governo verificar como está exatamente a distribuição dessas telhas para que a gente possa fazer com que as famílias no menor tempo possível possam cobrir as suas casas e voltar à normalidade.”

A força-tarefa é coordenada pela Secretaria das Cidades e conta com o trabalho do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal; da Polícia Militar; da Companhia Energética de Brasília (CEB); da Novacap; do Serviço de Limpeza Urbana e da Administração Regional de Samambaia, além das Secretarias do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos e da Segurança Pública e da Paz Social.A força-tarefa é coordenada pela Secretaria das Cidades. Foto:Toninho Tavares/Agência Brasília


A Novacap e o SLU cuidam das podas de árvores e de retiradas de entulho resultados da tempestade. A CEB informou que as redes de energia foram restauradas. As ações ainda contaram com o trabalho de internos do sistema penitenciário, que ajudaram na pintura e limpeza de imóveis destruídos pela tempestade.
Pessoas em vulnerabilidade são prioridades

Maria de Jesus, de 103 anos, foi uma das moradoras que teve parte da casa atingida. Ela mora com a filha e com os netos em Samambaia há quatros. A chuva destruiu móveis e parte da telha da residência. Desde o dia da tragédia, a família tem recebido apoio do governo. Para ela, foram destinados colchões, telhas e ajuda de custo no valor de R$ 408.

O governador Rodrigo Rollemberg andou pelas Quadras 419, 511, 315, 115 e 425, que foram as danificadas. Na 425, um abrigo para mães em situação de vulnerabilidade também foi destruído. A Comunidade Santos Inocentes abrigava sete mulheres com os filhos. Após a destruição do imóvel, elas foram deslocadas para uma creche. O local também é um dos beneficiados por doações.

Com a tempestade, um homem de 32 anos morreu e outras cinco pessoas ficaram feridas
Mutirão em Samambaia presta assistência à população

Na manhã deste sábado, a Secretaria de Justiça e Cidadania organizou um mutirão para prestar serviço à população como atendimentos médicos, orientação jurídica e proporcionar momento de lazer e cultura a região administrativa. O Mutirão da Cidadania havia sido pensado para comemorar oaniversário de 27 anos da região administrativa, mas com a tragédia o evento teve mudanças.Mutirão em Samambaia presta assistência à população. Foto: Toninho Tavares/Agência Brasília

“A gente tentou priorizar ações de apoio imediato para que quem foi atingido possa abrir uma série de chamados em relação à rede de água, à Defesa Civil. Então, vão poder fazer os relatos e os suportes do que aconteceu na casa deles e assim articular com os órgãos competentes”, afirmou o secretário de Justiça e Cidadania, Marcelo Lima.

O mutirão teve início às 9 horas e foi até às 17 horas. Cerca de 300 servidores trabalharam para dar o suporte à população.

Camila Gomes, de 19 anos, levou os dois filhos, de 1 e 2 anos para fazer exames médicos e participar das atividades lúdicas programadas para o dia, como teatro de fantoches. “Queria fazer consulta de rotina, porque nessa idade sempre tem que ficar de olho”, disse.
Doações

Cestas básicas 
Paróquia Nossa Senhora das Graças
QS 431, Conjunto B 
Material de construção 
Parque de Serviços da Administração Regional 
QS 119/12

Agência Brasília
Foto: Toninho Tavares/Agência Brasília

Nenhum comentário:

Postar um comentário



imagem-logo