Últimas >>
Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Desfile da Independência reuniu 25 mil pessoas na Esplanada dos Ministérios

Alunos da rede pública homenagearam os Jogos Olímpicos e Paralímpicos, encenando modalidades como a ginástica artística e o futebol. A cerimônia teve a participação de 2,4 mil militares das Forças Armadas.

O desfile do 194º aniversário da independência do País reuniu cerca de 25 mil pessoas na Esplanada dos Ministérios. Os espetáculos aéreo e terrestre prenderam a atenção dos brasilienses que encheram as galerias montadas para as apresentações.O desfile do 194º aniversário da independência do País reuniu cerca de 25 mil pessoas na Esplanada dos Ministérios. Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília

O presidente da República, Michel Temer, chegou por volta das 9 horas, em carro fechado, e recebeu as honras do Batalhão da Guarda Presidencial. O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, e o ministro da Defesa, Raul Jungmann, receberam o chefe do Executivo Federal. “É sempre um momento muito especial celebrar a independência da pátria e reforçar os valores da democracia no nosso País”, afirmou Rollemberg.
Hino da Independência foi cantados pelos alunos do Colégio Militar de Brasília

Em coro regido pela fanfarra do 1º Regimento de Cavalaria de Guardas, auxiliado pelo músico brasiliense Alysson Takaki, o público na Esplanada dos Ministérios cantou o Hino Nacional Brasileiro. Em seguida, o regimento tocou o Hino da Independência, acompanhado por alunos do Colégio Militar de Brasília.

Após a chegada do presidente da República, o comandante militar do Planalto, general de divisão Cesar Leme Justo, solicitou autorização para dar início ao desfile cívico-militar. Coube ao ginasta e medalhista olímpico Arthur Nory, que é militar, apresentar o fogo simbólico da pátria. Cerca de 2,4 mil militares das Forças Armadas desfilaram.
Alunos da rede pública homenagearam os Jogos Olímpicos e Paralímpicos

As 14 regionais de ensino do Distrito Federal estiveram representadas, divididas em 18 blocos. Alunos da rede pública homenagearam os Jogos Olímpicos e Paralímpicos, encenando modalidades como a ginástica artística e o futebol. Bandas das regiões administrativas do Gama, do Guará, de Planaltina e de Santa Maria acompanharam o pelotão ao som de músicas temáticas dos Jogos.

Morador de Brasília há 4 anos, o baiano Leandro Oliveira, de 33 anos, levou o filho, Leonardo, de 9 anos, para ver o desfile da capital federal pela primeira vez. “Já assisti em outros estados, mas nenhum se compara ao daqui”, disse. Entre outras atrações, houve a pirâmide humana da polícia do Exército, com 47 militares em cima de uma motocicleta. O desfile chegou ao fim por volta das 11h20, com as manobras da Esquadrilha da Fumaça.

Compareceram ao evento, entre outras autoridades, o presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, e o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha.
Forças de segurança fizeram o monitoramento das manifestações

Cerca de 2,7 mil manifestantes contrários à saída de Dilma Rousseff da Presidência da República reuniram-se próximo à Biblioteca Nacional. Por volta das 11h30, a Polícia Militar liberou para que eles caminhassem até o Congresso Nacional.Cerca de 1,5 mil policias militares cuidaram do esquema de segurança na Esplanada dos Ministérios. Foto: Dênio Simões/Agência Brasília

Cerca de 1,5 mil policias militares cuidaram do esquema de segurança na Esplanada dos Ministérios. Além deles, o evento contou com o apoio de bombeiros militares, agentes do Departamento de Trânsito e policiais civis. Houve revista pessoal na rodoviária, nas L2 Sul e Norte e nas escadarias dos ministérios. Foram apreendidas facas e facões, entre outros artefatos.

Por volta das 12h30, o movimento começou a dispersar. Antes, porém, duas pessoas se envolveram em confronto com uma equipe de imprensa e foram conduzidas à 5ª Delegacia de Polícia (Asa Norte).

Em relação ao trânsito, o fluxo de veículos foi liberado na Via N1 por volta das 13h20 e, na S1, cerca de 20 minutos depois.


EDIÇÃO: GISELA SEKEFF E MARINA MERCANTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário



imagem-logo