Últimas >>
Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Operação Drácon afasta integrantes da Mesa Diretora da CLDF e leva deputados para depor

A Polícia Civil do Distrito Federal, com a participação do Ministério Público do Distrito Federal e dos Territórios (MPDFT), desencadeou às 6 horas de hoje uma operação com participação de equipes da Delegacia Especial de Repressão aos Crimes contra a Administração Pública (Decap) e da Coordenação de Repressão aos Crimes contra o Consumidor, à Ordem Tributária e a Fraudes (Corf) na sede da Câmara Legislativa. A operação foi batizada de Drácon.

A presidente da Casa, Celina Leão (PPS) e outros integrantes da Mesa Diretora da Casa são os alvos. Celina foi afastada do cargo juntamente com o restante do colegiado.

A operação acontece uma semana depois de os áudios feitos pela deputada Liliane Roriz (PTB) sobre um suposto esquema de corrupção envolvendo parlamentares serem divulgados.

A Polícia Civil cumpre 14 mandados de busca e apreensão e oito de condução coercitiva, além de afastamento cautelar. Além de Celina, são alvos Raimundo Ribeiro (PPS), 1º secretário; Julio Cesar (PRB), 2º secretário; e Bispo Renato Andrade (PR), 3º secretário.

Os mandados foram expedidos pelo Tribunal de Justiça do DF e Territórios (TJDFT), que também determinou o afastamento cautelar da Mesa Diretora, os deputados mantém o exercício das funções parlamentares.

Além da sede da Câmara, os agentes da Polícia Civil cumprem mandados nas residências dos deputados, servidores e ex-funcionários.

Também estão na mira da Drácon, o servidor Alexandre Braga Cerqueira, apontado como o operador do esquema de propina; o ex-secretário-geral da Casa Valério Neves Campos; e o ex-presidente do Fundo de Saúde Ricardo Cardoso dos Santos.

O deputado Cristiano Araújo (PSD), que não integra a Mesa, mas está envolvido nas denúncias, também está sendo investigado. Todos os oito estão sendo conduzidos para depor coercitivamente.

Cerca de 15 viaturas e 60 agentes da Decap e da Corf estão na Câmara. A operação é liderada pela Procuradoria-Geral do MPDFT e conta com a participação de pelo menos 10 promotores. O pedido de afastamento cautelar da Mesa Diretora foi assinado pelo desembargador Humberto Ulhoa.

Eleito ontem (22) para assumir a vaga de Liliane Roriz na vice-presidência da Mesa Diretora, o distrital Juarezão (PSB) não é alvo da operação. Ele deve, inclusive, assumir o comando da Casa temporariamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário



imagem-logo