Últimas >>
Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

terça-feira, 9 de agosto de 2016

Impeachment: Secretaria de Segurança do DF divulga esquema de segurança

O esquema de segurança e trânsito para a avaliação em plenário do relatório da comissão especial que analisou o pedido de impeachment da presidente afastada Dilma Roussef, no Senado Federal, começa amanhã às 6h. A previsão é de que a sessão dure mais de 20h e vá até quarta de manhã. Serão cerca de mil homens destacados somente para essa operação. 

A secretária de Segurança Pública e Paz Social (SSP/DF), Márcia Alencar, afirma que foi fechado um esquema de segurança integrado com Senado e Câmara, envolvendo todas as forças de controle dessas instituições. Ela garante que, depois de reuniões com lideranças dos manifestantes, ficou acertado que eles não podem utilizar nem carros de som, nem pixulecos. 

O trânsito não será modificado. Pelo menos em um primeiro momento. O espaço previsto para a concentração dos manifestante será na Avenida das Bandeiras. O gramado que vai da Avenida até o Congresso será isolado por grades e pelas Polícias Legislativa e Militar. A parte interna do Congresso Nacional também será isolada e não será permitida a passagem de nenhum funcionário ou até mesmo deputados que não estejam com mandato em exercício. 

Sem muro

Ao contrário do que ocorreu nas últimas ocasiões que envolveram o impeachment no Congresso Nacional, dessa vez, não haverá a cerca que ficou conhecida como “muro do impeachment”. Ela servia para separar o grupo contra e o a favor da saída da presidente Dilma. Na votação de amanhã, os lados desses grupos serão trocados: agora, os que querem que a petista fique poderão permanecer em frente ao Senado – lado esquerdo, os outros, em frente a Câmara – lado direito. 

Para a secretária Marcia Alencar, o volume de pessoas esperado para os protestos de amanhã não passa de 5 mil. Alencar explica que há dois motivos para o muro não existir: “Primeiro, até o momento ficou caracterizado de que o volume de manifestantes não justificaria. Depois, estamos num período olímpico e que portanto o volume de pessoas para o jogo de amanhã não seria significativo para gerar um bolsão de pessoas no eixo rodoviário”, diz. 

Se o número de manifestantes crescer, a SSP informa que pode ocorrer um cinturão de isolamento feito pelas viaturas a partir da Avenida das Bandeiras em direção a rodoviária que deve ir até o terceiro trecho da Esplanada.

Wilson Dias/Agência Brasil
João Paulo Mariano
Especial para o Jornal de Brasília

Nenhum comentário:

Postar um comentário



imagem-logo