Últimas >>
Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

quinta-feira, 26 de setembro de 2019

Deputado anuncia que vai acionar a polícia para fechar pontos de venda de narguilés

Para Delmasso, o aumento do uso de narguilés e cigarros eletrônicos virou uma epidemia, apesar da legislação proibir a comercialização para menores de 18 anos.

O deputado Delmasso (Republicanos) anunciou hoje em plenário que vai acionar a polícia civil para fechar pontos de venda de cigarros eletrônicos e narguilés e investigar o contrabando destes equipamentos para o DF. Para ele, o aumento do uso deste tipo de ferramenta virou uma epidemia, apesar da legislação proibir a comercialização para menores de 18 anos. "Estudos indicam que uma tragada de narguilé equivale a 100 cigarros. No DF hoje existem lojas que comercializam este produto como se fosse uma coisa comum, quando é muito mais prejudicial que o próprio cigarro", justificou, acrescentando que cinco crianças já faleceram nos EUA por causa do consumo de cigarro eletrônico, que não conta com regulamentação nenhuma naquele país.

De acordo com o deputado, no Brasil, o equipamento é ilegal e a Anvisa ainda estuda sua regulamentação. Delmasso também abordou o contrabando de cigarros, que, segundo ele, representa 20 por cento do mercado local e é uma das fontes de renda do PCC que financia o crime organizado. O distrital disse que também vai sugerir uma operação policial para combater o contrabando de cigarros e pedir que a Comissão de Segurança faça o acompanhamento destas operações policiais.

Feiras – Em outro momento da sessão, o deputado Chico Vigilante adiantou que a Câmara acertou hoje que votará na próxima terça-feira um projeto de lei do Executivo, que trata do pagamento das despesas com os corredores de uso comum e banheiros das feiras comunitárias do DF. O acordo foi fechado em reunião com representantes dos feirantes que contou também com a participação do presidente da Câmara, deputado Rafael Prudente (MDB).

Vigilante lembrou que existem atualmente 38 feiras no DF e elas são pontos de encontro das comunidades. Hoje as despesas de áreas comuns são divididas entre os feirantes, que reclamam que não dão dos custos.

Cargos – O deputado Hermeto (MDB) adiantou que votará contra o projeto do Executivo que cria cargos na secretaria de segurança pública, voltados para a polícia civil. Para ele, a PMDF não pode continuar perdendo espaço. "Mesmo como vice-líder do governo vou trabalhar contra este projeto", anunciou.

Gestão – Os deputados Agaciel Maia (PL) e Julia Lucy (Novo) destacaram audiência pública realizada pela Comissão de Economia, Orçamento e Finanças (CEOF), na manhã de hoje, para discutir o relatório de gestão fiscal do segundo quadrimestre. Maia ressaltou o risco de perda de receita com ameaças de mudanças no Fundo Constitucional do DF. Já Julia Lucy alertou para o baixo volume de investimentos do governo no período.

Record – O deputado Martins Machado (Republicanos) enalteceu hoje os 66 anos da TV Record, que foram comemorados com sessão na Câmara dos Deputados. O parlamentar ressaltou que a emissora conta com sete horas diárias de jornalismo e cresceu 400% dos anos 90 para cá, alcançando a liderança de audiência em algumas praças.

Luís Cláudio Alves
Fotos: Fábio Rivas/CLDF
Núcleo de Jornalismo – Câmara Legislativa

Nenhum comentário:

Postar um comentário



imagem-logo