Últimas >>
Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

terça-feira, 21 de janeiro de 2020

Bolsonaro é liberado para Assembleia Geral da ONU em Nova York

O presidente Jair Bolsonaro foi avaliado pela equipe do cirurgião médico Antônio Macedo, em Brasília, e liberado para sua viagem a Nova York, onde participará da abertura da 74ª Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU), na terça-feira (24). O porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros, confirmou que Bolsonaro viaja na segunda-feira (23).De acordo com o boletim médico, o presidente encontra-se em excelentes condições clínico-cirúrgicas e passa, agora, para uma dieta leve, com arroz, purê de batata, legumes e file grelhado. Desde que deixou o hospital em São Paulo, há quatro dias, o presidente estava mantendo uma dieta cremosa.O cirurgião explicou que a nova dieta dará mais autonomia ao presidente durante a ida Nova York e, por ser mais calórica, vai facilitar as condições durante o deslocamento. Macedo disse ainda que, depois de uma grande cirurgia e tendo uma viagem de avião, há uma atenção mair para a parte de circulação venosa.“O risco é sempre vascular, de veias. Mas ele está com meias elásticas, tomando injeção de anticoagulante e foi orientado que não permaneça muito tempo sentado, caminhe um pouco no avião e fiquei maior parte do tempo deitado na cama”, disse o cirurgião.Macedo foi o responsável pelas últimas três cirurgias do presidente para o tratamento do ferimento à faca sofrido por ele em setembro do ano passado, durante ato da campanha eleitoral. Os procedimentos ocorreram no Hospital DF Star, da rede do mesmo hospital que o presidente ficou internado na capital paulista, o Vila Nova Star.

Por Andreia Verdélio



Já está programada também uma reavaliação na próxima quinta-feira (26), que será feita pelo médico da Presidência, Ricardo Peixoto Camarinha.

Hoje (20), Bolsonaro foi submetido a exames laboratoriais e raio-x do tórax e do adomem. De acordo com Macedo, todos se apresentaram normais, a distensão gasosa desapareceu e as alças intestinais estão funcionando normalmente.
Viagem

O presidente Jair Bolsonaro chega em Nova York na segunda-feira (23) e, na terça-feira (24) tem encontro confirmado com o secretário-geral da ONU, António Guterres, mesma data de seu pronunciamento. Não estão previstos encontros bilaterais com outros chefes de Estado. O presidente embarca de volta ao Brasil no mesmo dia.

O porta-voz Rêgo Barros disse que o presidente quer fortalecer a posição do Brasil perante a Assembleia Geral da ONU. “Vai falar com o coração, vai apresentar as questões ambientais”.


Post Views: 12.855

Ministro do Turismo da Argentina se reúne com secretária de Turismo do DF

País vizinho está entre os que mais apresentaram crescimento na atividade turística no mundo.

Foto Luis Tajes
A secretária de Turismo do Distrito Federal, Vanessa Mendonça, esteve reunida com o ministro do Turismo da Argentina, Gustavo Santos, na terça-feira (29), em Brasília. Entre os assuntos discutidos estavam as ações utilizadas pelo governo argentino para impulsionar o Turismo nesse país, que ficou em sétimo lugar no ranking de crescimento da atividade turística da Organização Mundial do Turismo (OMT).

A Argentina, apesar de ter um quarto da população brasileira, é o país da América do Sul que mais recebe turistas. Em 2018, foram 6,7 milhões de visitantes. No mesmo período, o Brasil foi o destino escolhido por 6,5 milhões de estrangeiros. “A cada dia pensamos em novas estratégias para atrair mais turistas para a nossa capital. Para nós, da Secretária de Turismo, é muito importante que conheçamos casos de sucesso pelo mundo que irão nos ajudar no impulsionamento dessa atividade na nossa capital”, frisou Vanessa Mendonça.

De acordo com o ministro, a Argentina apresentou mais de uma década sem crescimento nos números de turistas, mas com investimentos para aumentar a conectividade, a mudança nas regras de concessão de vistos e a utilização de ações promocionais, o país conseguiu fazer com que essa atividade se tornasse uma das mais importantes na geração de emprego e renda.

“Permitimos que mais empresas aéreas atuassem no nosso país e também revolucionamos a nossa forma de atrair turistas por meio de um plano promocional com estratégias de marketing digital”, contou Gustavo Santos.

O ministro ainda ressaltou que Brasília é uma cidade única no mundo e que pode usar essa característica para atrair turistas. “Brasília tem coisas que ninguém tem. Um dos seus diferenciais foi todo o planejamento feito para ela ser criada”, destacou .

Novos estudantes podem se inscrever para vagas remanescentes

Não há necessidade de formar filas nas escolas, pois os processos para obter vaga são eletrônicos | Foto: Luis Tavares / Secretaria de Educação
Inscrições devem ser realizadas entre 21 e 23 de janeiro pelo site da Secretaria de Educação.

Os novos estudantes que desejam ingressar na rede pública de ensino do Distrito Federal e não efetuaram a inscrição no período correto têm nova chance. As inscrições para vagas remanescentes começam nesta terça-feira (21), a partir das 8h. Nessa etapa, as inscrições são feitas exclusivamente no site da Secretaria de Educação.

O link será divulgado em breve. As inscrições seguem até o dia 23 de janeiro. Para se inscrever é necessário informar o CPF do estudante e o CEP do local em que mora ou de onde trabalham os pais, mães ou responsáveis.

É importante ressaltar que esse período é destinado apenas para novos estudantes, visto que os alunos já matriculados na rede pública que desejam mudar de escola devem recorrer aos procedimentos internos, como o remanejamento e a transferência escolar.

Nessa etapa, apenas vagas não preenchidas após a efetivação das matrículas de quem se inscreveu para novas vagas em 2019 são disponibilizadas. Outro fator fundamental é que não há necessidade de formar filas em frente às escolas, pois todos os processos para obter vaga na rede são realizados de forma eletrônica.

A divulgação do resultado está prevista para o dia 4 de fevereiro, no site da Secretaria de Educação. A efetivação das matrículas deve ser realizada entre os dias 5 e 7 de fevereiro, na unidade escolar em que o estudante foi contemplado com uma vaga. As aulas na rede pública de ensino do DF começam no dia 10 de fevereiro.

GDF anuncia pacote de obras viárias que beneficiará cinco regiões

Viadutos e alargamento de pistas servirão para desafogar trânsito no Sudoeste, Sobradinho, Paranoá, Gama e Recanto das Emas

Por Ary Filgueira 

Pelo menos cinco regiões administrativas têm, em suas principais vias, fluxo de veículos diário maior do que a capacidade efetivamente oferecida: a frota do Distrito Federal em dezembro de 2019 chegou a 1,8 milhão de carros. Por isso, o Governo do Distrito Federal (GDF) está elaborando projetos e soluções para a mobilidade da população que se desloca diariamente pelas vias urbanas. 

Estão previstos, por exemplo, construção de viadutos e alargamentos de pistas em locais onde já que foi constatado que o trânsito é confuso, lento ou intenso e que não se resolve apenas com soluções como a inversão de faixas. 

É o caso de Sobradinho, Paranoá, Sudoeste/Octogonal/Cruzeiro (incluindo os setores gráfico e policial) e no trecho entre o Gama e Recantos das Emas. No Recanto das Emas, por exemplo, a DF-001 já começou a ser recapeada nos dois sentidos (Gama-Samambaia) e ganhará um viaduto para dar mais fluidez ao trânsito. 

A passagem, que vai substituir o balão, terá dois níveis: um inferior, por onde passará o fluxo que se desloca hoje do Gama a Samambaia; e outro erguido sobre a DF-001, ligando o Riacho Fundo ao Recanto das Emas. “O projeto já está pronto”, garante o superintendente de obras do DER-DF, Cristiano Cavalcante.

Além do viaduto, a DF-001, que liga o Gama a Samambaia, também será toda recapeada e ganhará mais uma faixa nos dois sentidos. Uma parte, no sentido balão do Recanto das Emas a Samambaia, já foi restaurada.

As benfeitorias são aguardadas com entusiasmo pelo panfleteiro Ronem Alves, de 52 anos. Ele está há pelo menos três anos trabalhando no local e perdeu as contas da confusão provocadas pelo trânsito no local. “Tem muito acidente. Já vi gente perdendo a cabeça e brigando aqui por causa dessa confusão. Por isso, peço a Deus que esse viaduto venha logo”, disse. 

A 52 quilômetros dali será construído outro viaduto. A passagem ligará Sobradinho I com a BR-020 no sentido ao Plano Piloto e será instalada na altura do estádio de futebol Augustinho Lima. A obra servirá para ajudar a escoar um fluxo de 50 mil carros/dia. Quem sai da cidade para pegar a rodovia passará por baixo até desembocar na estrada que liga Planaltina ao Plano Piloto.

A obra está orçada em R$ 20 milhões. Além do viaduto, a BR-020 também será alargada. A estrada ganhará terceira faixa nos dois sentidos: Planaltina-Plano Piloto e vice-versa. Esta outra fase custará R$ 8 milhões e também ficará pronta no mesmo período.

Acostumado a trafegar pela via diariamente, o motorista Douglas Camargo, 37, endossa a iniciativa do GDF. Segundo ele afirmou, a passagem, do jeito que está, provoca engarrafamento capaz de invadir Sobradinho I. “É necessário essa para dar segurança aos motoristas que deixam Sobradinho em direção à BR-020”, afirma. 

Problemas de engarrafamento não é uma peculiaridade de vias longas que ligam o Plano Piloto às Regiões Administrativas. A ligação entre o Parque da Cidade e o Sudoeste, perto do Departamento de Polícia Especializada (DPE), fica congestionada diariamente em horários de pico, das 8h às 10h e das 17h às 20h.

A solução também será a instalação de um viaduto. O elevado ficará sobre a Estrada Parque Indústrias Gráficas (Epig) e vai conectar o Sudoeste, na altura da Avenida das Jaqueiras, ao Parque da Cidade. Por ali, chegam a passar 22 mil veículos por dia. Do total de R$ 21,4 milhões estimados com o custo da obra, R$ 3,8 milhões são contrapartida do GDF. 

A obra eliminará os semáforos que interferem o fluxo. Hoje, quem passa pela Epig no sentido Plano Piloto é obrigado a parar em dois sinaleiros: um para a passagem de pedestres em frente ao Complexo da Polícia Civil e outro logo em frente à saída de carros do Parque da Cidade. O mesmo acontece no sentido contrário. 

Quem vai do Plano Piloto sentido Setor de Indústria e Abastecimento (SIA) também precisa parar no sinal para a passagem dos automóveis que saem do Parque da Cidade (estes ou seguem pela EPIG sentido Taguatinga ou viram à direita rumo ao Sudoeste).

Quem toma a primeira opção – rumo a Taguatinga – se depara logo com um semáforo em frente à Polícia Civil. “Isso é um anseio antigo. Quem vem do Gama, como é o meu caso, pega todos os engarrafamentos possíveis. Mas este aqui é o pior, por causa desses semáforos”, descreve o contador Edson Martins, 39. 

Em outro ponto da região central de Brasília também está previsto mais um viaduto. O projeto prevê a construção de duas novas pontes próximas à sede da Polícia Federal, no Setor Policial. 

Essas estruturas serão construídas para atender os veículos do BRT (Eixo Oeste) e não vão modificar o tráfego de veículos leves na região. A obra custará R$ 9 milhões e a licitação já foi autorizada pelo Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF). O início está previsto para o primeiro semestre de 2020.

Para o superintendente de obras do DER-DF, Cristiano Cavalcante, a construção mais desafiadora e igualmente inovadora, pelo menos no âmbito do Distrito Federal, será o viaduto entre a DF-001 (estrada que contorna o Itapoã/Paranoá), a DF-015 (que leva ao Lago Norte/Varjão) e a DF-250 (em direção ao Itapoã).

Justamente, por sua engenharia arrojada. “Serão três níveis. Quem vem de Sobradinho dos Melos e Planaltina vai passar por baixo, num túnel. Quem vem de Sobradinho, pela DF-001, por cima, mas no segundo nível. E haverá um elevado passando por cima dos dois, ligando direito ao Paranoá”, explicou Cristiano. 

O caseiro Aguinaldo Pereira, 27, passa pelo local com uma moto e conta a dificuldade para usar o balão. “O trânsito fica parado. Nem moto consegue passar direito de tanta confusão. Esse viaduto vai resolver nosso problema”, acredita.

terça-feira, 7 de janeiro de 2020

Ministério da Saúde quer zerar fila de espera por cirurgias eletivas

Municípios terão R$ 250 milhões a mais para procedimentos.

O Ministério da Saúde reservou R$ 250 milhões a mais para aumentar o número de cirurgias eletivas a serem realizadas pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Os repasses começam a ser feitos já em janeiro para diminuir as filas para 53 tipos de procedimentos que incluem catarata, varizes, hérnia, vasectomia e laqueadura, além de cirurgia de astroplastia de quadril e joelho, entre outras com grande demanda.

Os procedimentos com maior demanda são os oftalmológicas, para tratamento de catarata e de suas consequências, e para tratamento de doenças da retina, seguida de cirurgia para correção de hérnias e retirada da vesícula biliar.

De acordo com o Ministério da Saúde a expectativa é zerar a fila de espera de pacientes que aguardam por esses procedimentos, que não têm caráter de urgência e são de média complexidade.

As cirurgias eletivas, fazem parte do atendimento diário oferecido à população em hospitais de todo o país. Dados registrados no sistema de informação do SUS mostram que ao longo de 2018 foram realizadas 2,4 milhões de cirurgias eletivas em todo país. Até outubro de 2019, foram 2 milhões de procedimentos realizados em todos os estados brasileiros.

Os gestores estaduais, municipais e do Distrito Federal, responsáveis pela organização e a definição dos critérios que garantam o acesso do paciente aos procedimentos cirúrgicos eletivos, podem se programar para utilização os recursos de acordo com as demandas da população de cada estado. Confira o valor do repasse por estado.

Ministério da Saúde/Divulgação
Por Kamilla Cerbino



imagem-logo