Últimas >>
Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

terça-feira, 25 de julho de 2017

Clínica oftalmológica troca exame de vista por agasalho ou cobertor

Shutterstock

O inverno no Distrito Federal está bastante rigoroso neste ano. Com temperatura mínima nos patamares de 10 ºC e sensação térmica chegando a atingir 2 ºC, não há quem não tenha tirado os casacos e cobertores do armário. No entanto, nem todas as pessoas possuem agasalhos adequados ou têm condições de comprar o que é necessário. Em razão disso, a Clínica de Olhos Dr. João Eugenio, por meio do Instituto de Olhos João Eugenio, lançou uma campanha de arrecadação de agasalhos e cobertores em troca de exame de vista.

“Nosso intuito é evitar que pessoas carentes passem frio. Além de trazer mais calor para a vida destas pessoas, a campanha solidária pode ajudar outras que precisam de tratamento oftalmológico e não têm condições de fazer exames de vista. Ou seja, a campanha também é útil para quem doa”, explica o oftalmologista Hilton Medeiros, idealizador da campanha. Os agasalhos e cobertores arrecadados serão doados para a Casa de Ismael e Lar dos Velhinhos.

Segundo o médico, dois exames farão parte da campanha, um que identifica se o paciente tem vício de refração e outro que verifica a pressão ocular. “O de vício de refração indica que o paciente precisa de óculos e o outro se o paciente sofre de glaucoma, uma doença grave e que não apresenta sintomas, podendo causar cegueira. As pessoas que apresentarem disfunções serão orientadas a procurar um oftalmologista”, esclarece Hilton Medeiros.

Para participar da campanha, os interessados devem agendar o exame de vista pelo telefone: 61 3248-4030. O agasalho ou cobertor deverá ser doado na clínica, localizada no SHIS QI 5 conj 9 casa 2, Lago Sul. A campanha será encerrada no dia 20 de agosto.

Voluntariado no DNA

Prestar serviços voluntários ou promover campanhas de responsabilidade social faz parte da família Medeiros há várias gerações. João Eugenio Medeiros, patriarca da família e fundador da clínica, há oito anos atende gratuitamente, todas as segundas e sextas, pacientes no setor de neuro-oftalmologia do Hospital Sarah Kubitscheck.

Hilton Medeiros, filho de João Eugenio, a cada três meses realiza as campanhas “Seridó de Olhos Abertos” ou “Fercal Vista Nítida”. A primeira acontece em Currais Novos, interior do Rio Grande do Norte, e a segunda no Varjão, em Brasília. O médico, acompanhado de assistentes e, algumas vezes de seu filho, Felipe Beltrão (estudante de medicina), atende cerca de 200 pessoas, realiza os exames de vista e ainda faz a doação dos óculos, com o apoio de óticas.

SERVIÇO

O que: campanha de arrecadação de agasalhos e cobertores em troca de exame de vista

Quando: de 20 de julho a 20 de agosto

Onde: Clínica de Olhos Dr. João Eugenio – SHIS QI 5 conj 9 casa 2, Lago Sul. Telefone: 61 3248-4030

Porque: evitar que pessoas carentes passem frio durante o inverno.

Vírus na saúde no DF: sem internet e sem raio X na rede pública

Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília

Problemas na rede de internet paralisaram alguns serviços públicos no DF nesta segunda-feira (24/07). A área mais afetada é a da saúde. O Hospital de Base suspendeu os exames de raio X por tempo indeterminado. Em nota, o GDF explicou que não pode prestar o serviço sem a rede em funcionamento porque a imagem do exame não é revelada, fica apenas no computador, o que torna inviável a realização do raio x nos pacientes. Um vírus atingiu a rede da unidade de saúde e os computadores do governo, provocando a pane.

Leia a nota do governo na íntegra:
“Em virtude de instabilidade na rede GDFNet, os exames de raios X feitos no Hospital de Base sofrerão restrições a partir desta segunda-feira (24) e somente casos graves serão submetidos a este procedimento. A decisão, tomada pela direção da unidade, se deve ao fato de que, sem o sinal de rede, não é possível revelar as imagens produzidas pelo equipamento, mas apenas visualizá-la – o que torna inviável o atendimento. Pacientes eletivos (marcados previamente) terão o exame reagendado para a data mais próxima possível, assim que o sistema voltar à normalidade. A Subsecretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação (Sutic), da Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão, está trabalhando para restabelecer o acesso à rede o quanto antes.”

Fonte: GDF

Senado volta do recesso em agosto com quatro CPIs

Plenário do Senado Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Na volta do recesso parlamentar, em agosto, quatro comissões parlamentares de inquérito (CPIs) devem funcionar no Senado. Além da CPI da Previdência, única em funcionamento, três comissões estão à espera de instalação: a dos Maus-Tratos às Crianças, a do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), e a CPI Mista do BNDES/JBS e J&F .

Instalada em maio, a CPI da Previdência, presidida pelo senador Paulo Paim (PT-RS) e relatada pelo senador Hélio José (PMDB-DF), tem até o dia 8 de setembro para encerrar os trabalhos, mas os senadores já anunciaram que vão pedir prorrogação e mostrar na conclusão dos trabalhos que a Previdência não é deficitária.

A CPI dos Maus-Tratos às Crianças, criada em abril, teve seus integrantes designados pouco antes do recesso parlamentar de julho e, por isso, sua instalação ficou acertada para o segundo semestre. Criada por iniciativa do senador Magno Malta (PR-ES), ela terá sete titulares e cinco suplentes.

A comissão investigará casos de violência, abuso e pedofilia, além de jogos virtuais que estimulam menores a cometer automutilação e até suicídio, como o da Baleia Azul. Para enfrentar esse tipo de crime, o senador quer ouvir especialistas e órgãos públicos, como a Polícia Federal e o Ministério Público.

“Isso nos ajudará a construir uma legislação e, mais que isso, fazer uma investigação segura, para que se possa colocar na cadeia todos os criminosos que continuam abusando e conduzindo ao sofrimento emocional e moral as crianças do nosso país”, — disse o senador Magno Malta no requerimento de abertura da CPI.

O Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e empresas do grupo JBS, dos irmãos Joesley e Wesley Batista, que tiveram depoimentos de delação premiada homologados pela Justiça, também estão na mira dos senadores.

A CPI do BNDES teve apoio de 37 senadores, 10 a mais do que o número mínimo necessário. O autor do requerimento, Roberto Rocha (PSB-MA), quer apurar possíveis irregularidades nos créditos concedidos para expandir companhias nacionais. O número mínimo de indicações — sete dos 13 titulares — foi alcançado pouco antes do recesso. Ainda faltam nomes do PMDB para três vagas, além de uma das três indicações do Bloco Social Democrata (PSDB e DEM), que ficou em aberto após desistência do senador Dalírio Beber (PSDB-SC). Com recursos do BNDES, o grupo conseguiu a liderança mundial no mercado de carnes.





CPI dos Maus-Tratos às Crianças investigará casos de violência, abuso e pedofila Arquivo/Agência Brasil


Sem número

A única comissão mista prevista no segundo semestre, a CPI Mista do BNDES/JBS e J&F –— a última sigla identifica a holding que reúne todos os negócios da família Batista, inclusive empresas coligadas e participações, ainda não teve as indicações necessárias no Senado. Proposta pelo senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO) e, na Câmara, pelo deputado Alexandre Baldy (Pode-GO). É composta de 16 parlamentares de cada Casa legislativa, com igual número de suplentes. Para ser instalada, depende de pelo menos nove indicações de titulares de cada Casa.

Na última sessão do Congresso, em 13 de julho, o deputado Izalci Lucas (PSDB-DF) perguntou a Eunício se ele tinha a intenção de indicar os nomes que faltavam ou se daria mais tempo aos líderes. “ Vou esperar até a próxima sessão deliberativa do Congresso pela indicação dos líderes. Tenho tentado [manter] o sentimento e estilo democráticos, embora alguns achem que eu dirija com muita veemência os trabalhos”, afirmou.

Criada em 25 de junho, a CPI mista deve ser mais abrangente em comparação com a CPI do BNDES, que funcionará apenas no Senado. Além de investigar as operações do BNDES com a JBS e ainda a holding J&F, os parlamentares devem analisar os supostos ganhos do grupo com compra de dólares e venda das ações às vésperas da divulgação das gravações de conversas de Joesley com o presidente Michel Temer, em encontro não oficial no Palácio do Jaburu. As gravações fazem parte de conjunto de denúncias que entraram no acordo de delação premiadas do empresário com a Procuradoria-Geral da República, ponto que a comissão também deve investigar.

“ Essa CPI tem muito a investigar. Além dos aportes suspeitos que o grupo Batista recebeu do BNDES, estarão em foco os ganhos bilionários com compra de dólares e venda das ações. Eles vão ter que explicar tanta ‘esperteza’”, disse Ataídes.
Trâmite

Para criar uma CPI, são necessárias pelo menos 27 das 81 assinaturas de senadores. Conseguidas as assinaturas, o requerimento é lido em plenário e publicado, com notificação dos líderes dos blocos e partidos para que indiquem os membros. Para a instalação é necessário que a maioria absoluta dos titulares (metade mais um) já esteja designada. Casos os líderes não indiquem os integrantes, cabe ao o presidente do Senado fazer as indicções.

Mudanças no exame prático de direção são apresentadas aos Centros de Formação de Condutores

As alterações já passam a valer a partir do dia 21 de agosto e têm como objetivo melhorar a qualidade do sistema de avaliações.

Representantes do Departamento Estadual de Trânsito (Detran/SE) se reuniram na última sexta-feira, dia 21, com proprietários dos Centros de Formação de Condutores (CFCs) de todo o estado com o objetivo de apresentar as mudanças que serão implementadas na realização dos Exames Práticos de direção veicular. A medida deve valer a partir do dia 21 de agosto e objetiva aprimorar a qualidade do sistema de avaliações dos candidatos à primeira habilitação, adição ou mudança de categorias.

No encontro, foram debatidas as principais alterações que deverão ser adotadas nas provas práticas de direção a partir do próximo mês, entre elas, a inclusão da rampa de aclive para controle de veículo dentro do pátio do Detran/SE. Durante os novos testes, os candidatos terão que realizar a meia-embreagem nessa rampa como parte da avaliação. Outra mudança é a cobrança para cada candidato da modalidade mista “garagem-baliza”, em substituição ao sorteio entre baliza e garagem.

De acordo com o diretor-presidente do Detran, cel. Luiz de Azevedo, outras ações também estão sendo implementadas, a exemplo da opção de novos roteiros de provas, a criação de um novo circuito de moto e a disponibilidade de turmas especiais para candidatos com processos vencendo. “Estamos planejando também uma alteração na área de exames práticos para que possamos ter um acréscimo de 30% a 40% da nossa capacidade de realizar a prova. A ideia é reduzir o tempo de espera para o agendamento dos candidatos”, explica o presidente.

O presidente do Sindicato dos Proprietários de Autoescolas e Centro de Formação do Estado de Sergipe (Sinpase), José Alberto Santos Silva, diz que todas as mudanças são bem-vindas. “Enxergo essas alterações de forma favorável. Estamos trabalhando em parceria com o Detran, o que para nós é de grande importância”, afirma.



imagem-logo