Últimas >>
Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

sábado, 31 de agosto de 2019

Detran-DF realiza blitz com drogômetro

Equipamento será testado em operações da Lei Seca. Durante a ação na Asa Norte, órgão fez 15 testes e um motorista apresentou resultado positivo para o consumo de droga.

O Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) realizou uma operação de fiscalização na noite dessa quinta-feira (29), na Asa Norte. O Detran-DF utilizou um equipamento drogômetro em caráter de teste. Durante a blitz foram realizados 15 testes e um condutor apresentou resultado positivo para o consumo de droga.

No entanto, ele não foi autuado, pois ainda não existe regulamentação no Conselho Nacional de Trânsito (Contran) para uso desse tipo de equipamento para efeito de aplicação de multa, como ocorre com o etilômetro. O motorista foi orientado a chamar outro condutor habilitado para retirar o veículo. Na ação foram autuados 16 condutores por dirigirem após o consumo de bebida alcoólica, dois inabilitados e 23 por infrações diversas. A operação contou com a participação de 25 agentes de trânsito do Detran-DF e oito policiais militares do Batalhão de Trânsito da PMDF.

Substâncias psicoativas

O aparelho drogômetro é capaz de identificar a presença de substâncias psicoativas no organismo de condutores. O equipamento, por meio da análise do suor, consegue identificar 15 tipos de drogas, dentre elas o crack, a cocaína e o ecstasy. O teste é realizado a partir do recolhimento da digital do motorista.

A Diretoria de Fiscalização do Detran-DF utilizará o drogômetro em operações voltadas a coibir a direção de veículo após o consumo de bebida alcoólica e outros substâncias psicoativas. No caso das substâncias ilícitas, o objetivo do órgão é identificar motoristas que fizeram o consumo de drogas em caráter educativo. Durante as operações, os agentes de trânsito utilizarão três equipamentos que foram emprestados pelo fabricante.

Álcool e drogas

Um levantamento do Detran-DF aponta que das 280 pessoas que morreram no trânsito do DF, em 2018, 133 haviam consumido álcool ou droga (48%). O levantamento analisa apenas os exames realizados em vítimas fatais e não define a responsabilidade pelo acidente, mas indica que o uso de substâncias psicoativas é fator de risco para a ocorrência de acidentes fatais. 

Segundo o estudo realizado pela Gerência de Estatísticas do Detran-DF, com base nos dados do Instituto Médico Legal (IML), 49 vítimas fatais haviam consumido somente álcool, 49 utilizaram drogas e 35 apresentaram resultado simultâneo para álcool e drogas. Em 2017, foram registradas 254 vítimas fatais, dentre elas, 113 (44%) apresentaram resultado toxicológico positivo, sendo que 75 indicaram consumo de álcool e 68 de drogas.

*Com informações do Detran-DF

Nenhum comentário:

Postar um comentário



imagem-logo