Últimas >>
Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

quarta-feira, 15 de agosto de 2018

Filmes e bandas dividem o jardim do CCBB para festival

São seis dias de evento gratuito. O Festival de Cinema BB DTVM está em sua segunda edição e xibe dez títulos nacionais até domingo, ao mesmo tempo em que dá espaço para shows

São seis dias de evento. Nos três primeiros, a sétima arte abraça as salas de cinema convencionais. Nos outros três, filmes dividem espaço com atrações musicais, ao ocupar o jardim do Centro Cultural Banco do Brasil. Começa hoje a 2ª edição do Festival de Cinema BB DTVM, que exibe dez títulos nacionais até domingo, ao mesmo tempo em que dá espaço para shows.

De acordo com Carol Villalobos, diretora de produção, homenagear o cinema brasileiro é uma das principais frentes da festividade. “Pegamos lançamentos de 2017 e 2018 para mostrar essa nova safra dos filmes que estão tendo incentivo (do Banco do Brasi)”, explica, em entrevista ao Jornal de Brasília.

Se pautando por aprovação e curiosidade do público, Carol aponta Bingo – O Rei das Manhãs (2017), de Daniel Rezende, como um dos destaques da programação. Pré-selecionado pelo Brasil para uma vaga ao Oscar de filme estrangeiro, o longa é exibido nesta sexta-feira (17), às 19h30. Ela destaca também o recém lançado Paraíso Perdido (2018), de Monique Gardenberg.

Ouro, Suor e Lágrimas, João, O Maestro, Divórcio, Como Nossos Pais, A Menina Índigo, Eu Fico Loko, TOC – Transtornada Obsessiva Compulsiva, Malasartes e o Duelo com a Morte completam a programação.

Para Carol Villalobos, englobar cinema e música é “misturar duas paixões culturais do brasileiro”. A combinação acontece apenas no fim de semana, com shows de banda de Brasília e nacionais.

Na sexta, após a exibição de Paraíso Perdido, o grupo Ellefante inaugura a parte dos shows, às 21h30. O trio abraça a música brasileira, guiado por um toque de psicodelia. Toque, aliás, que também envolve o som de O Terno, banda paulistana que sobe ao palco às 22h30.

No dia seguinte, sábado, Cachimbó sobe ao palco às 19h30. Formada pela baiana Laianna Victória, o brasiliense João Oliveira e o carioca Paulo Roberto, a banda é seguida pela atriz e cantora Clarice Falcão, às 22h30.

Lançado há menos de um mês, o segundo disco da banda Cachimbó, Bó, é protagonista da apresentação. “Mas como muita gente pediu o primeiro single do primeiro CD, talvez, quem sabe, Janaína apareça com outra roupagem”, adianta a vocalista.

‘MPB tunts tunts’

Misturando elementos sonoros de cada estado que forma o grupo, a brasilidade é a base do trio. “Gostamos de chamar (o som) de ‘MPB tunts tunts’ porque não temos um rótulo para enquadrar a banda. É uma brasilidade com sotaque eletrônico e roupagem pop”, resume.

O grupo vê o festival como uma oportunidade de compartilhar experiências. “Vamos mostrar nossa música pra muita gente nova e, principalmente, vamos estar juntos desses artistas. Vai ser um show de arromba!”
No domingo (19), João Pedreira e 5 a Seco se apresentam, respectivamente, no palco do evento, fechando a programação da festa, que segue rumo a solo paulista.

Festival de Cinema BB DTVM
Desta terça-feira (14) a a domingo.
No Centro Cultural Banco do Brasil (Setor de Clubes Esportivos Sul).
Entrada franca.
Programação completa: Aqui
Informações: 3108-7600. Não recomendado para menores de 16 anos.

Fonte: Jornal de Brasilia

Nenhum comentário:

Postar um comentário



imagem-logo