Últimas >>
Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

terça-feira, 20 de março de 2018

Audiência pública discute combate à pedofilia nas escolas

Secretário de Educação apresentou ações do governo para enfrentar a situação

A Comissão Parlamentar de Inquérito da Pedofilia realizou hoje (19) audiência pública para discutir o combate ao abuso sexual contra crianças e adolescentes nas escolas. A audiência contou com a presença do secretário de Educação do DF, Júlio Gregório Filho, que apresentou as ações do governo para o enfrentamento do problema.

A criação de uma cartilha de orientação pela Secretaria de Educação foi apontada como uma iniciativa de conscientização dos servidores da área, mas o secretário enfatizou que o problema precisa ser tratado com cuidado. "Fizemos uma cartilha para iniciar um processo de preparação dos professores, mas é preciso lembrar que não cabe ao professor inquirir o aluno sobre o problema, o que ele deve fazer é encaminhar o caso suspeito para um profissional qualificado", ponderou Júlio Gregório. O secretário também ressaltou que "é necessário muito cuidado para não se cometer injustiça em nenhum dos lados".

Para a psicóloga Gabriela de Macedo Fiúza, é importante resgatar o papel da criança nas discussões sobre abuso sexual. "Vivemos numa cultura adultocêntrica, em que a voz da criança é silenciada. Precisamos estabelecer o protagonismo infantil, dar à criança seu lugar de fala, como inclusive preconiza o Estatuo da Criança e do Adolescente", afirmou. A psicóloga também observou que é muito importante estreitar a relação entre a Secretaria de Educação e a rede de conselhos tutelares e entidades da sociedade civil.

O presidente da CPI, deputado Rodrigo Delmasso (Podemos), disse que "o principal aliado no combate à pedofilia é o professor, que muitas vezes passa mais tempo com a criança do que os próprios pais". O distrital também ressaltou que "as crianças estão sendo cada vez mais sensualizadas e expostas a material pornográfico na Internet". Por fim, Delmasso parabenizou a secretaria de Educação pela iniciativa de qualificar seus servidores para lidar com a questão.

CLDF

Nenhum comentário:

Postar um comentário



imagem-logo