Últimas >>
Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

sábado, 4 de novembro de 2017

Saúde bucal é parte do atendimento da Estratégia Saúde da Família

Responsável pelo serviço na Unidade Básica de Saúde do Lúcio Costa, a dentista Érika Mendonça ministra palestras para gestantes, crianças e pessoas com doenças crônicas.

A rotina da dentista Érika Mendonça, servidora da Secretaria de Saúde, é agitada. Além dos atendimentos no consultório, com hora marcada ou por ordem de chegada, ela visita escolas, creches e ministra palestras para grupos específicos, como grávidas, diabéticos e hipertensos.

A dentista Érika Mendonça faz atendimentos no consultório, visitas a escolas e creches e ministra palestras para grupos específicos, como grávidas, diabéticos e hipertensos como parte da Estratégia Saúde da Família. Foto: Dênio Simões/Agência Brasília

Lotada na Unidade Básica de Saúde do Lúcio Costa, ela integra a Estratégia Saúde da Família desde julho, depois que optou por fazer parte do processo de conversão da atenção primária.

“Aqui, eu vejo que o que estou fazendo está mudando a forma de viver das pessoas, está se multiplicando.”

Para Érika, a saúde bucal está relacionada diretamente com o bem-estar integral do paciente. “São muitos os casos em que a pessoa não melhora, mas, depois que passa pelo tratamento adequado da boca, se estabiliza”, conta.

“São muitos os casos em que a pessoa não melhora, mas, depois que passa pelo tratamento adequado da boca, se estabiliza”Érika Mendonça, dentista da UBS do Lúcio Costa

Crianças, gestantes, hipertensos e diabéticos são grupos que participam de ações específicas, recebem orientações precisas em encontros constantes com a equipe de profissionais. No entanto, qualquer pessoa pode ter acesso ao cuidado.

Como no restante da estratégia, o foco é na promoção, proteção e recuperação da saúde e no acompanhamento integral do paciente. No DF, um grupo de odontologia atende cerca de 7 mil pacientes.

A expectativa, segundo o gerente de Odontologia, da Secretaria de Saúde, Maurício Bartelle Basso, é que ao fim do processo de conversão haja uma equipe de saúde bucal para cada 3,5 mil pessoas — quantidade atendida por um grupo de profissionais da Estratégia Saúde da Família.
Integração entre os profissionais para o cuidado ao paciente

A dona de casa Lainara Irlanda e a filha Agatha, de 1 ano, já são assistidas pela dentista. Grávida, Lainara já tem garantido o atendimento ao bebê após um mês de nascido. Foto: Dênio Simões/Agência Brasília

Nenhum comentário:

Postar um comentário



imagem-logo