Últimas >>
Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

sábado, 5 de agosto de 2017

Regional do Núcleo Bandeirante analisa desempenho das escolas

Estudo serve para que a comunidade escolar identifique possíveis falhas e ajuste suas ações pontualmente.

A Coordenação Regional de Ensino do Núcleo Bandeirante analisa as notas do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) e de avaliações externas, como a Provinha Brasil e a Avaliação Nacional de Alfabetização (ANA).Avaliação permite identificar pontos onde ações de melhoria devem ser executadas. Foto: Toninho Tavares/Agência Brasília

O grupo também visita as escolas, apresenta os resultados, avalia as maiores necessidades dos alunos e promove formação dos professores.

“O objetivo é identificar as maiores necessidades desses alunos e estabelecer eventuais ações para melhorar o desempenho”, explica a supervisora pedagógica da Escola Classe 2 do Riacho Fundo II, Michelle Rodrigues.
“Saber porque a escola tem essa nota nas avaliações permite analisar o que deve ser corrigido e o que deve ser potencializado”Fábio de Sousa, subsecretário de Planejamento, Acompanhamento e Avaliação, da Secretaria de Educação

Segundo ela, ao apresentar esses índices para as escolas, elas podem realinhar o planejamento pedagógico para melhorar os aspectos com menor desempenho.

Outros indicadores também são analisados, como a trajetória dos alunos nos anos iniciais, finais e ensino médio, e os índices de aprovações, reprovações e abandono.

Para o subsecretário de Planejamento, Acompanhamento e Avaliação, da Secretaria de Educação, Fábio de Sousa, é importante a comunidade escolar conhecer seus indicadores.

“Saber porque a escola tem essa nota nas avaliações permite analisar o que deve ser corrigido e o que deve ser potencializado.”

A Coordenação Regional de Ensino do Núcleo Bandeirante engloba as escolas da Candangolândia, do Núcleo Bandeirante, do Park Way, do Riacho Fundo I e do Riacho Fundo II.
Ideb e Provinha Brasil

Criado em 2007, o Ideb reúne em um só indicador os resultados do fluxo escolar e das médias de desempenhos nas avaliações.

Ele é calculado a partir dos dados de aprovação escolar, do Censo Escolar, e das médias de desempenhos nas avaliações do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais, do Sistema de Avaliação da Educação Básica e a Prova Brasil.

Desenvolvida pelo Ministério da Educação, a Provinha Brasil é aplicada em todo o País pelos governos locais para verificar necessidades de mudanças no plano de ensino nacional.

Em 2017, a primeira etapa da Provinha foi aplicada em abril, e a segunda será em novembro. Em cada fase, são dois dias de avaliação. No primeiro, as questões são de língua portuguesa; no seguinte, de matemática.

Nenhum comentário:

Postar um comentário



imagem-logo