Últimas >>
Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Boato sobre privatização da CEB e da Caesb repercute entre os distritais

Para Chico Vigilante, privatização da CEB seria um absurdo.

No mesmo dia em que o governo federal anunciou a intenção de privatizar a Eletrobrás, boatos sobre a suposta intenção do GDF de privatizar a CEB e a Caesb repercutiram na sessão ordinária da Câmara Legislativa do Distrito Federal desta terça-feira (22). Servidores das duas empresas acompanharam a sessão nas galerias do plenário.

O deputado Chico Vigilante (PT) se manifestou contra a privatização e pediu ao líder do governo na Casa, deputado Agaciel Maia (PR), que orientasse o governador Rodrigo Rollemberg para parar de imitar o presidente Michel Temer, em referência à Eletrobrás. Para ele, uma possível privatização da CEB é um absurdo.

Agaciel Maia destacou que a CEB está num processo de recuperação financeira ascendente e é um patrimônio de Brasília. Segundo ele, não há nenhuma decisão do GDF em relação a este assunto. O deputado Wellington Luiz (PMDB) afirmou que a privatização das empresas seria um "suicídio" do governo. O distrital disse ficar mais tranquilo com a fala do líder do governo, mas garantiu que vai continuar atento à ameaça.

O deputado Wasny de Roure (PT) também demonstrou preocupação com a situação da CEB e da Caesb, que, para ele, são essenciais para o DF e prestam um serviço de alta qualidade.

Cultura – O deputado Agaciel Maia aproveitou a sessão para destacar a aprovação da proposta da Lei Orgânica da Cultura (LOC) na Comissão de Economia, Orçamento e Finanças (CEOF) na manhã de hoje. Segundo Maia, o DF já é uma referência nacional e, com a LOC, será um exemplo a ser seguido por todo o País. O deputado acredita que o projeto será apreciado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) na próxima semana e, em seguida, no plenário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário



imagem-logo