Últimas >>
Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Robô criado por brasilienses monitora gastos suspeitos de deputados

Almoços superfaturados, refeições pagas a terceiros, consumo de bebida alcoólica com dinheiro público. Essas são algumas irregularidades cometidas por deputados federais e identificadas pela Robô Rosie, uma ferramenta que rastreia todas as despesas dos parlamentares. Criada por brasilienses em setembro do ano passado, a máquina gerou 587 denúncias de supostas fraudes avaliadas em R$ 378 mil. Porém, um mês após os questionamentos feitos à Casa, apenas R$ 3,2 mil retornaram aos cofres públicos.

Batizado de Operação Serenata do Amor, o projeto surgiu da iniciativa de um grupo de jovens de Brasília. Eles decidiram inventar um robô capaz de avaliar os gastos de parlamentares. Após conseguirem financiamento coletivo, a ideia saiu do papel e Rosie — nome em alusão à faxineira-robô do desenho “Os Jetsons” — começou a funcionar em outubro de 2016.

A máquina coloca as notas fiscais no radar e cruza com bancos de dados para identificar possíveis irregularidades, como explica um dos criadores, Pedro Vilanova. “Com as informações disponíveis no próprio site da Câmara, o robô detecta gastos fora de padrões, como valores muito altos para estabelecimentos, quantidade de refeições superiores ao permitido, consumo de bebida alcoólica ou despesas feitas em locais muito distantes em um intervalo de tempo curto”, diz.

Após quatro meses trabalhando, Rosie apontou 3 mil suspeitas de gastos irregulares. Os jovens responsáveis pelo projeto convocaram, então, centenas de voluntários para avaliar a procedência dos casos. A investigação resultou em um mutirão realizado em janeiro, que gerou 587 denúncias à Câmara dos Deputados. Foram questionados R$ 378 mil usados por 216 parlamentares da Casa.

Resposta da Câmara

A Câmara dos Deputados garante ter respondido a todos os pedidos provenientes da Operação Serenata de Amor no prazo de 20 dias, nos termos estabelecidos pela Lei de Acesso à Informação. Segundo a Casa, os parlamentares citados nos pedidos foram informados dos questionamentos apresentados e vêm oferecendo esclarecimentos, que, à medida que chegam, são encaminhados aos interessados pelo setor encarregado de responder às demandas.

A Câmara informa ainda que tem adotado várias medidas para aprimorar os procedimentos de controle e utilização dos recursos públicos, como a reformulação do sistema da Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar e a obrigatoriedade de digitalização das imagens dos comprovantes de despesa, que passaram a ser publicadas na área de Transparência do portal da instituição.

Com informações do portal Metrópoles.

Nenhum comentário:

Postar um comentário



imagem-logo