Últimas >>
Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Defesa Civil ensina crianças e adolescentes a se protegerem em situações de risco

Lançado em maio, projeto tem uma média de 12 apresentações por mês. Interessados podem requisitar o serviço por e-mail ou telefone.

As vozes de 136 crianças se somavam no pátio do Centro de Educação da Primeira Infância Ipê Rosa (QN 508, Conjunto 6, Lote 1, Samambaia Sul): “Não pode”, diziam. Na ocasião, um teatro de fantoches era conduzido pela psicóloga Benedita Santos, que perguntava como os pequenos deveriam se comportar em situações de risco dentro de casa. A exibição que ocorreu na terça-feira (11) faz parte do projeto Defesa Civil Jovem.

A proposta é ensinar quais são os diferentes perigos que existem tanto em ambientes domésticos quanto em áreas de risco, especialmente em períodos de chuva ou de seca. Lançada em 14 de maio desse ano, a iniciativa trabalha com duas temáticas: uma batizada de Pequenos exploradores da Defesa Civil, para crianças de 3 a 12 anos, e outra de Defesa Civil começa na escola, para adolescentes de 13 a 17 anos.Com fantoches, crianças aprendem de forma lúdica como evitar os acidentes domésticos. Foto: Tony Winston/Agência Brasília

No teatro de fantoches apresentado na creche Ipê Rosa, o foco era mostrar situações de risco dentro de casa. A psicóloga que comandou a atividade, funcionária da Subsecretaria de Proteção e Defesa Civil, vinculada à Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social, falou sobre os perigos de desligar eletrodomésticos da tomada, escalar móveis ou brincar com certos objetos, como facas e ferros de passar. Depois, a mascote Kiko — boneco representado por um dos servidores do grupo —, entrou como atração principal e dançou com os meninos e as meninas.

Já as ações para adolescentes têm palestras e encontros de diálogo. Nesse caso, os temas abordados são, por exemplo, como fazer uso inteligente de água e se prevenir de problemas que surgem em tempos de chuva e de seca.

Como requisitar apresentações do projeto Defesa Civil Jovem

Para divulgar o projeto, a coordenadora de Gestão de Riscos e Desastres da subsecretaria, a major do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal Solange Ribeiro, ofereceu o serviço a creches e centros de ensino. “Eu bati à porta das escolas e entreguei o portfólio. Agora recebo as demandas.”Kiko, mascote da Defesa Civil, também participa das apresentações. Foto: Tony Winston/Agência Brasília

Com cinco a oito pedidos de apresentações por semana, a equipe precisou organizar uma agenda e faz uma média de 12 apresentações mensais. Segundo a major Solange, mais de 1,2 mil crianças assistiram ao teatro nos últimos dois meses em diferentes regiões administrativas, como Ceilândia, Gama, Planaltina, Santa Maria, Sobradinho e Taguatinga.

Entre os dias de exibição, a equipe — que não é exclusiva para o projeto e pode ser acionada para ações de resgate e outras necessidades do órgão — ensaia a peça e faz ajustes nos materiais utilizados. Nove servidores da subsecretaria trabalham na iniciativa, que faz parte do Viva Brasília — Nosso Pacto pela Vida. Eles organizaram o conteúdo e criaram o material usado, sem orçamento extra.

As performances não são exclusivas para escolas e creches. Os interessados podem contatar a organização do projeto pelos telefones (61) 3362-1932 e (61) 3362-1909, pelo e-mail defesa.civil@ssp.df.gov.br e pelo site da Defesa Civil do DF.


Projeto Defesa Civil Jovem

Informações e agendamento:
Telefones: (61) 3362-1932 e (61) 3362-1909
E-mail: defesa.civil@ssp.df.gov.br
Site da Defesa Civil: http://www.defesacivil.df.gov.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário



imagem-logo