Últimas >>
Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

quinta-feira, 14 de julho de 2016

Empresários têm 20 dias úteis para participar de PPP do Shopping Popular de Brasília

Reprodução/Internet

Está aberto até 10 de agosto o procedimento de manifestação de interesse (PMI) para a parceria público-privada (PPP) de gestão do Shopping Popular de Brasília (ao lado da antiga Rodoferroviária). O chamamento, publicado no Diário Oficial do Distrito Federal nesta quarta-feira (13), visa à construção de modelo técnico, econômico, financeiro e jurídico para o negócio. Serão 20 dias úteis para empresários requererem autorização para fazer estudos. O objetivo da PPP é revitalizar e modernizar o empreendimento.

Quem for habilitado terá 45 dias corridos, contados a partir da autorização, para apresentar os resultados à Subsecretaria de Parcerias Público-Privadas, da Secretaria de Fazenda (Setor Bancário Norte, Quadra 2, Bloco A, Sala 902), de segunda a sexta-feira, das 9 às 17 horas. Os levantamentos podem servir de base para a elaboração do edital de licitação.

A previsão é que a concorrência pública seja aberta até o início de 2017. O vencedor do processo ficará responsável pela manutenção e operação do shopping. Vencerá quem aliar as melhores propostas de gestão com a oferta de maior valor de outorga a ser paga. O governo ainda não estimou uma quantia a ser arrecadada.

“Essa PPP não integra a lista prioritária anunciada em novembro. Ela nasceu de uma manifestação de interesse privado. Avaliamos ser interessante a ideia de ter um gestor especializado no Shopping Popular, hoje tão esvaziado”, diz o chefe da Unidade Executiva de Parcerias Público-Privadas, Bernardo Bahia.

Como é o Shopping Popular
O Shopping Popular de Brasília é fruto de uma cessão da União para o Distrito Federal. Foi inaugurado em 2008, em uma área de 20 mil metros quadrados ao lado da Rodoferroviária. O local tem fácil acesso, na interseção da Estrada Parque Indústria e Abastecimento com o Eixo Monumental.

São 1.595 boxes divididos em quatro alas. O empreendimento conta com praça de alimentação, banheiros coletivos e exclusivos para pessoas com deficiência, fraldários, estacionamento subterrâneo com mais de 900 vagas, entre outras facilidades.

Funcionam no local uma conveniência do Banco Regional de Brasília (BRB) e uma agência do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF). Há, ainda, espaço reservado para a construção de uma unidade do Na Hora – o concessionário arca com os custos, e o governo opera o posto.

Transporte na área do Shopping Popular de Brasília
Lançado em 24 de maio, o Circula Brasília visa integrar 277 quilômetros de rede de transporte público. O projeto engloba a área do Shopping Popular de Brasília e traça o objetivo de aumentar o fluxo de passageiros, com a construção do Terminal Rodoferroviário. Passarão pelo local o veículo leve sobre trilhos (VLT), assim como o BRT, parte do Expresso Noroeste.

“Hoje não há algo que estimule a circulação de pessoas perto do Shopping Popular. Essa parte do Circula Brasília melhora muito a atratividade do local”, avalia o secretário adjunto de Mobilidade, Fábio Damaceno. “Será um ponto entre os terminais da Asa Sul e o da Asa Norte. Com isso, o fluxo de pessoas que passam próximo ao empreendimento aumenta.”

Mais informações em www.parceria.df.gov.br.

Nenhum comentário:

Postar um comentário



imagem-logo