Últimas >>
Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

sexta-feira, 24 de maio de 2013

Mídia comunitária critica restrições a financiamentos.

Mídia comunitária critica restrições a financiamentos.
 
Informação: AESP - 09/05/2013
Comunique-se -Notícias


Publicado em Quarta, 08 Maio 2013 15:15
Escrito por Redação Comunique-se

As restrições à lei de financiamento para a mídia comunitária foram temas de matéria do 'Repórter Brasil', da TV Brasil, nessa terça-feira, 8. Sem recursos, representantes de rádios e emissoras alternativas cobram do governo ações para garantir o sustento desses veículos.

De acordo com a matéria, a legislação determina que esse tipo de emissora não pode receber anúncios. Sem fundos, muitos projetos já estiveram prestes a fechar e podem ser abandonados.

“Não existe nenhuma previsão de fundos para uma TV comunitária, nem para criar, nem para manter. Os grupos buscam dinheiro para pagar os salários e impostos”, disse o presidente da Associação Brasileira de Canais Comunitários, Paulo Miranda.

Para quem atua em blog, como Simone de Moraes, do 'Câmara em Pauta', a situação se repete. “A política de comunicação desse país só privilegia os veículos grandes, eles não têm nenhum interesse em fazer com que a gente cresça e tenha voz”, declarou à TV Brasil.

Parte da taxa cobrada das operadoras de telecomunicações para financiar rádios e TV públicas poderia ser usada como alternativa para apoiar as mídias comunitárias, mas as empresas questionaram o pagamento na Justiça. Os recursos já captados, que ultrapassam R$ 1 bilhão, não podem ser usados.

A Secretaria de Comunicação Social da Presidência (Secom), órgão responsável pela publicidade do governo federal, informou que os anúncios são veiculados com base em critérios de audiência e público alvo.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário



imagem-logo